segunda-feira, 20 de Maio de 2013 06:28h Atualizado em 20 de Maio de 2013 às 13:14h. Erik Ullysses

Cadetes do Corpo de Bombeiros realizam treinamento de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas

Estágio ocorre no Centro de Treinamento do 10° BBM, em Divinópolis. Participam no total, 51 aspirantes a oficiais.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais está realizando em Divinópolis um estágio de treinamento para alunos do 3° período do Curso de Formação de Oficiais. O Estágio em Busca e Resgate em Estruturas

Colapsadas (EBREC) ocorre no Centro de Treinamentos do 10° BBM, único local do estado que oferece uma pista nos padrões exigidos internacionalmente. Por este motivo os alunos da Academia de Bombeiros Militar, situada em Belo horizonte, estão realizando o curso na cidade. O estágio atenderá à um total de 51 cadetes, sendo divididos em duas turmas, uma neste final de semana e a outra no próximo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a essência do treinamento de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas é dar condições técnicas para que os resgatistas possam adentrar em estruturas colapsadas e realizar a busca e o salvamento de vítimas com segurança, em caso de um desabamento ou soterramento. O treinamento visa repassar as técnicas de busca e resgate internacionais para os futuros oficiais.  Todo o treinamento está pautado nas resoluções do INSARAG (sigla em inglês) que em português significa Grupo Assessor de Busca e Resgate Internacional, um organismo que assessora as Nações

Unidas para as ações de desastres e respostas humanitárias no mundo inteiro. No total serão oito instrutores repassando as técnicas para os futuros oficiais.

O capitão Peterson Monteiro disse que o estágio visa o aprimoramento dos aspirantes a oficiais e também uma resposta rápida para a população em caso de desastres, sejam eles naturais ou provocados pela ação humana. “O objetivo é uma melhor qualificação para que os futuros oficiais possam dar uma resposta à sociedade a contento, de forma efetiva e rápida, caso ocorra alguma situação de desabamento ou soterramento com alguma edificação por intempéries da natureza ou fenômenos provocado pelo próprio homem” assegurou.

O estágio terá a duração total de 27 horas, contando com poucos intervalos apenas para alimentação e descanso dos cadetes.  A pista no Centro de Treinamento foi montada com 70 caminhões de entulho, simulando o desabamento de um prédio. “Está sendo simulado o desabamento de um edifício de aproximadamente quatro andares, onde vítimas estão soterradas. No ápice das atividades eles terão que escavar os escombros, encontrar as vítimas, retira-las e conduzi-las para próximo da ambulância” explicou.

O estágio também está sendo feito com foco nos grandes eventos esportivos que acontecerão em Minas Gerais, a Copa das Confederações em junho e a copa do Mundo no ano que vem. “O comando da instituição como um todo, nos diversos níveis, está se esforçando ao máximo para que os bombeiros possam estar em sua plenitude durante os eventos de caráter mundial” concluiu capitão Peterson.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.