quinta-feira, 17 de Julho de 2014 07:51h Atualizado em 17 de Julho de 2014 às 08:12h. Aaron Oliveira

Caminhonete é usada para arrombar loja no Centro

Quadrilha rendeu segurança, arrebentou porta da loja com a traseira da caminhonete e fugiu após o roubo. Três forem presos na tarde de ontem

Uma quadrilha composta por cinco assaltantes agiu no Centro de Divinópolis por volta das 3h da madrugada desta quarta-feira. Três deles usaram uma caminhonete Strada prata, sem placa, para arrebentar a porta de aço e a vidraça da loja.
Dois dos bandidos renderam um segurança que vigia o camelódromo da Rua São Paulo e um jornaleiro que estava com ele apontando uma arma de fogo para a cabeça do vigia. Os outros três então jogaram a Strada, contra a porta da loja Tribo Urbana, dando ré no veículo que destruiu a frente do estabelecimento.
Segundo a proprietária da loja, Claudia Silva Reis, a quadrilha roubou alguns moletons, bonés da marca Quicksilver e blusas. Eles levaram cerca de 30 a 40 peças confeccionadas. O próprio segurança chamou a Polícia Militar que compareceu ao local e fez o Boletim de Ocorrência. Os peritos também estiveram no local, tiraram fotos e recolheram informações. Toda a ação da quadrilha durou cerca de cinco minutos.
Claudia também fala sobre o medo que os comerciantes estão passando na cidade pela onda de crimes e assaltos que vêm acontecendo. “Quero pedir aos políticos da nossa cidade, aos policiais, que tenham um pouco de cuidado, pois estamos aqui no comércio batalhando e a gente tem uma sensação muito grande de impunidade. Nós não estamos sentido segurança.”
A loja possui circuito interno de câmeras de segurança que registraram a ação da quadrilha, porém os assaltantes estavam encapuzados e nenhum deles foi identificado. Entretanto, uma câmara do “Olho Vivo”, pode ter registros de toda a movimentação da quadrilha, desde a chegada até a fuga dos assaltantes.

 

 

 

Prisão de suspeitos
No final da tarde de ontem informações repassadas para a polícia indicaram a possível localização das peças roubadas e o esconderijo dos assaltantes. Segundo o sargento da PM, Igor, os bandidos estavam escondidos na casa de um deles, próximo ao campo do Guarani. As peças de roupas roubadas estariam escondidas dentro da residência e do vestiário do campo do Guarani. A PM conseguiu prender três dos suspeitos.
A caminhonete usada no crime era roubada e foi abandonado em outro bairro, onde o proprietário conseguiu encontrá-la. Ele disse que dentro dela havia pedaços da vidraça da loja e alguns cabides de roupas deixado para trás.

 

 

Crédito: Aaron Oliveira

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.