segunda-feira, 29 de Outubro de 2012 05:09h Gazeta do Oeste

Capital e Grande BH registra seis mortes em três horas

Seis pessoas foram assassinadas em Belo Horizonte e Região Metropolitana em um intervaldo de três horas -  da noite de domingo (28) até o início da madrugada desta segunda-feira (29). O primeiro homicídio foi registrado pela Polícia Militar (PM) às 22h14 no bairro Pompéia, região Leste da capital, já o último, ocorreu no bairro Jatobá IV, no Barreiro às 00h44. Nenhum dos suspeitos de cometerem os crime foi detido até o momento.



Entre as mortes está a de um homem de 37 anos no bairro Pompéia, que foi morto a pauladas e facadas. Os principais suspeitos são o sobrinho do homem e um amigo do jovem, ambos seriam usuários de drogas, conforme os policiais do 22° Batalhão da Polícia Militar. O crime aconteceu na esquina das ruas Pitangui com Iara. O homem chegou a ser socorrido e levado à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Leste, mas não resistiu aos ferimentos.



Às 23h07, um jovem, de 19 anos, foi baleado na cabeça na rua Jovelino Gregório da Silva, bairro Guanabara, em Betim. Ele foi socorrido por populares e encaminhado a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) Guanabara, mas acabou morrendo. A PM desconhece quem seria o suspeito de praticar o homicídio e a sua motivação.



Vinte minutos depois, mas dessa vez no bairro Vera Cruz, na região Leste da capital, um homem, de 31 anos, foi baleado três tiros na rua Belém. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Leste, mas não resistiu aos ferimentos. Testemunhas revelaram aos policiais que o suspeito de cometer o assassinato estava na garupa de uma motocicleta, no entanto, como estava de capacete, os populares não conseguiram identificá-lo.

 

Ainda na capital, mas no bairro Maria Virgínia, região Nordeste, um casal foi baleado na rua Nacional. Militares do 16° Batalhão da Polícia Militar foram até o local e encontraram uma mulher, de 38 anos, caída debaixo do viaduto do Anel Rodoviário. Ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital Pronto-Socorro João XXIII, onde permanece internada, mas não corre risco de morte. Ela foi atingida com dois tiros de raspão no braço. Quando já estava consciente, ela revelou aos policiais que o seu companheiro também havia sido baleado naquela rua. Os militares voltaram ao local e encontraram um homem, de 29 anos, sentado em banco. Ele foi morto com nove tiros, sendo dois no peito, cinco na perna e mais dois no braço direito.



Faltando nove minutos para terminar a noite de domingo, um homem foi encontrado morto na rua Belvedere, bairro Vila Nova Esperança em Santa Luzia. A vítima, que não portava documento e por isso não foi identificada, foi assassinada a tiros. O corpo foi encaminhado ao Instituto-Médico Legal (IML).



Já na madrugada desta segunda-feira, no bairro Jatobá IV, região do Barreiro, um homem, de 26 anos, foi atingido quatro vezes por um disparo de arma de fogo na rua L. Militares do 41º Batalhão da Polícia Militar, ainda desconhecem quem seria o suspeito de praticar o crime, mas a polícia suspeita que ele possa ter sido praticado devido a um possível acerto de contas envolvendo o tráfico de drogas. Testemunhas contaram aos policiais que o homem era usuário de drogas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HOJE EM DIA

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.