sexta-feira, 20 de Maio de 2016 09:12h Pollyanna Martins

Corpo de Bombeiros e Nascentes das Gerais realizam simulado de acidente na MG-050

A simulação foi no KM 129, e faz parte do Plano de Segurança Rodoviária (PSR) e também no Plano de Ação Emergencial (PAE), integrante do Plano de Gestão Ambiental (PGA)

O Corpo de Bombeiros e a Nascentes das Gerais realizaram na manhã de ontem (19) um simulado de acidente com produtos perigosos, no KM 129 da MG-050. Este é o 5º simulado feito pela concessionária em parceria com o Corpo de Bombeiros, e faz parte do Plano de Segurança Rodoviária (PSR) e também no Plano de Ação Emergencial (PAE), integrante do Plano de Gestão Ambiental (PGA). Cerca de 12 bombeiros participaram do treinamento, que envolveu um veículo de passeio e um caminhão carregado com gasolina.

 


De acordo com o gerente de operações da AB Nascentes das Gerais, Marcelo Aguiar, o objetivo do treinamento é preparar tanto o efetivo do Corpo de Bombeiros, quanto as equipes da concessionária para o atendimento de uma ocorrência de alta complexidade. “Nós simulamos um acidente envolvendo uma colisão com um veículo de passeio e um veículo carregando gasolina, e vai haver o derramamento da carga”, explica.
O gerente explicou ainda que, em uma situação real, o papel das equipes da Nascentes é isolar a área do acidente e acionar o Corpo de Bombeiros. Segundo Marcelo, este tipo de acidente não é comum na MG-050. O último acidente com produtos perigosos registrado na rodovia foi em 2014. “Apesar de o último acidente ter sido em 2014, ele é um acidente de alta complexidade. Toda vez que ocorre um acidente, há uma possibilidade para a rodovia, dano ambiental, por isso, o nosso treinamento e a preparação das equipes”, ressalta.

 

 


PLANO DE SEGURANÇA
A concessionária interditou 100 metros da rodovia para a realização do treinamento. Conforme Marcelo, o simulado é realizado anualmente, e planejado com meses de antecedência pelo Corpo de Bombeiros e pela Nascentes das Gerais. “O plano de segurança da rodovia é um estudo que é realizado anualmente pela equipe técnica especializada contratada, que faz um levantamento dos acidentes, apontam os pontos críticos [da rodovia] e propõem ações de melhorias”, detalha. Segundo o gerente, além do simulado de acidente com produtos perigosos, a concessionária realiza outras ações de segurança na rodovia. “São feitas melhorias de sinalização, implantação de dispositivos de segurança, placas maiores, defensa metálica, é um elenco de várias ações”, enumera.

 

 


CORPO DE BOMBEIROS
De acordo com o Tenente Thiago Boaventura, cerca de 12 bombeiros participaram do treinamento. Durante o simulado, os bombeiros identificaram o produto perigoso por meio de um binóculo, a uma distância segura, após constatarem que se tratava de gasolina, o efetivo retirou a vítima do veículo de passeio em segurança, e entregue a uma equipe do resgate. “A gasolina é um liquido inflamável, então, o nível de complexidade é altíssimo, porque poderia causar um incêndio, trazendo mais vítimas, até mesmo pessoas próximas ao local, por isso, a importância do isolamento e da correta ação dos bombeiros”, destaca.

 

 


Conforme Boaventura, caso um motorista se depare com um acidente envolvendo produtos perigosos, o ideal é acionar o Corpo de Bombeiros e manter distância do local do acidente. “Se for possível, o motorista deve fazer um isolamento, mas o principal é não se aproximar da ocorrência”, orienta.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.