quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014 09:51h Atualizado em 23 de Janeiro de 2014 às 09:56h. Luiz Felipe Enes

“Crack é Possível Vencer”

Pontos de consumo da droga são analisados durante reunião em Divinópolis

Após o recesso do final do ano, voltou a ser realizada na manhã dessa quarta-feira (22), no 23° batalhão de Polícia Militar, a reunião da Acasp (Associação Comunitária para assuntos de segurança pública). A primeira reunião do ano discutiu vários temas relacionados à segurança, como o Programa “Crack é Possível Vencer”.
O programa foi lançado pelo Governo Federal, envolve parceria com o município e também com a Polícia Militar, que traçou metas para as ações futuramente desenvolvidas em Divinópolis. O projeto é divido em três partes. Uma delas inclui a PM, que irá atuar em ações de repressão contra o tráfico de drogas.
De acordo com o Tenente Coronel Marcelo Carlos da Silva, os militares passaram por um treinamento antes de iniciar as operações. “No eixo de autoridade, que compete à Polícia Militar, passaremos por uma capacitação de profissionais, que estarão aptos a lidar com o problema do crack”, conta.
A utilização de câmeras de monitoramento também faz parte do programa “Crack é Possível Vencer”. A PM apresentou um mapa no qual estão detalhados os principais pontos de consumo da droga em Divinópolis. Esse levantamento analisou 1146 ocorrências, registradas entre janeiro e novembro do ano passado. Dentre essas regiões estão os bairros Jardim Floramar, Centro, Porto Velho, Niterói e São João de Deus.
A Polícia Militar informou que o bairro Jardim Floramar está incluso, pois neste se encontra o presídio, onde a tentativa de entrada com drogas é constante. “Lá tem o presídio e infelizmente muitos visitantes tentam entrar com drogas para os detentos”, explica o Tenente Coronel Marcelo.
Serão 19 câmeras de monitoramento espalhadas pelos cinco bairros, em pontos estratégicos. As imagens vão funcionar 24h por dia, registrando a movimentação dos pontos estipulados, como na rua Cambuquira, na praça do Santuário, ponte de acesso ao bairro Niterói, Alto São João de Deus, campo do Guarani e Praça Dulphe Pinto de Aguiar, no bairro Porto Velho.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.