quarta-feira, 29 de Julho de 2015 10:20h Atualizado em 29 de Julho de 2015 às 11:23h.

Delegacia Virtual ajuda a população em registro de ocorrências simples

Desde o ano passado está funcionando um serviço de registro de ocorrências pela internet, chamado de Delegacia Virtual

O serviço ainda é pouco conhecido, mas é muito útil tanto para o cidadão que pode registrar ocorrências mais rapidamente, quanto para a polícia, que é desonerada de alguns registros e pode atender outras demandas mais graves.
O sistema apresenta para o cidadão uma nova opção para o registro de ocorrências (via internet), contudo não exclui a possibilidade de ser feito o registro pessoalmente, como ocorre atualmente.
Somente após a análise e validação pela equipe de triagem da Delegacia Virtual, composta por policiais civis, a solicitação se torna um Boletim de Ocorrência e passa a ter a mesma validade de um registro realizado em uma Unidade Policial.
A confirmação da validação dos dados do registro da ocorrência será enviada ao e-mail informado pelo solicitante, sendo esta concluída apenas após a validação junto aos demais sistemas integrados de Defesa Social e sistema do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran- MG).
O que pode ser registrado na Delegacia Virtual:
Acidente de trânsito sem vítima:
Somente ocorrências de trânsito simples, sem vítimas com ferimentos e não relacionado a ilícito penal, ou seja, que não caracterize crime, o acidente deve ter ocorrido no Estado de Minas Gerais, no período de 30 dias e com envolvimento máximo de até cinco veículos.
Caso o solicitante do registro não possua dados do outro veículo envolvido, ou se houve evasão do local do acidente por parte de algum envolvido, ou ainda haja envolvimento de veículo oficial, é necessário que o registro seja efetuado presencialmente em uma Unidade Policial.

Perda de documentos e objetos:
Ocorrências de perda de objetos ou documentos de valores inferiores a dez salários mínimos; que não seja bem público; que tenha ocorrido em Minas Gerais; que não seja relacionado a nenhum fato criminoso (furto, roubo, ameaça ou violência), e o fato tenha ocorrido dentro do período de 30 dias.

Desaparecimento de pessoa:
Registro de ocorrência de pessoa desaparecida em local incerto e não sabido (no Estado de Minas Gerais), no período de 30 dias do fato. Não há necessidade de aguardar 24 horas do desaparecimento.

Localização de desaparecido:
Registro de ocorrência de visualização e reconhecimento de uma pessoa que possui registro de desaparecimento. Fato ocorrido em Minas Gerais, no período de 30 dias.

Localização de desconhecido:
Pessoa que alega estar desaparecida, sem possuir identificação e que, por algum tipo de transtorno, não sabe fornecer seus dados. Fato ocorrido em Minas Gerais, no período de 30 dias.

Dano simples:
Registro de ocorrência de dano simples, sendo este entendido como: destruir (eliminar, extinguir), inutilizar (tornar inútil, imprestável) ou deteriorar (arruinar, estragar) bem alheio. Para o registro na Delegacia Virtual, o dano não pode ter ocorrido: com emprego de violência à pessoa ou grave ameaça; com emprego de substância inflamável ou explosiva; contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista, exemplo Cemig e Copasa; por motivo egoístico ou com prejuízo considerável para a vítima (acima de 20 salários mínimos); fora dos limites do Estado de Minas Gerais; há mais de 30 dias e em veículo não envolvido em acidente de trânsito e mediante violência doméstica e/ou familiar contra mulher. Para todos esses casos é preciso procurar o registro pessoalmente.
Para acessar a Delegacia Virtual, basta digitar http://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br. No site, você encontra todas essas e ainda outras informações sobre o serviço. Ressaltando que a pessoa solicitante deve ser maior de 18 anos.

 

Crédito: Reprodução

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.