quinta-feira, 17 de Abril de 2014 05:24h

Delegados da PC interrompem trabalhos na próxima semana

Outras duas interrupções estão programadas para pressionar o governo estadual a implementar política remuneratória que iguale os vencimentos aos dos defensores públicos.

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Sindepominas) divulgou o calendário de paralisações que ocorrerão em todo o Estado neste mês e em maio. Foram definidas três datas com interrupção de quatro, oito e 12 horas, respectivamente, nos dias 23 e 30 de abril e 7 de maio.
A decisão foi tomada durante Assembleia Geral da Categoria realizada na semana passada. O objetivo das paralisações é pressionar o governo estadual a implementar uma política remuneratória que iguale os vencimentos dos delegados de Polícia Civil com os dos defensores públicos, já que as duas classes fazem parte das carreiras jurídicas de Estado. Além disso, o Sindicato informa que os salários dos delegados de Polícia em Minas estão entre os três mais baixos do país. Minas Gerais tem atualmente menos de mil delegados na ativa.
De acordo com o presidente da sindicalização, Marco Antônio de Paula Assis, será feita uma proposta de valorização ao governo. "Temos um dos três piores salários do Brasil e queremos que o governo nos valorize. A figura do delegado é muito importante para a sociedade e atualmente o defensor público tem um salário maior que o nosso", disse.
Serão feitas campanhas de conscientização e esclarecimento para que a população entenda os motivos das reivindicações dos delegados. Cartazes serão colocados nas delegacias e panfletos serão entregues pelas ruas. "Se no local onde o indivíduo vive tem muitos registros de crime, consequentemente o valor do seguro do carro dele será mais alto. Por isso queremos o apoio de todos para que o governo atenda nossas ideias", completou o presidente do sindicato.
Em nota a Polícia Civil informou que "a chefia acompanha com interesse toda e qualquer mobilização em cada uma das carreiras na polícia. No caso dos delegados a instituição respeita as reivindicações apresentadas e mantém permanentemente aberto o diálogo na busca do entendimento que possibilite à Polícia Civil o pleno cumprimento da sua missão de atender bem a sociedade mineira."

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.