quinta-feira, 13 de Setembro de 2012 15:35h Erik Ulysses

Denúncias de crimes contra idosos crescem mais de 14% até agosto

O combate aos crimes contra os idosos tem um importante aliado em seu combate, as denúncias feitas pelo Disque Direitos Humanos. Segundo dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) entre janeiro e julho o número de denúncias feitas através do telefone 0800 031 11 19, já registra nesse ano um aumento de 14,3% comparado com o mesmo período do ano passado. Neste período foram registradas 645 queixas, contra 564 em 2011. O aumento também pode ser notado no mês de julho, que teve 121 denúncias feitas este ano através do Disque Denúncia, contra 39 feitas no ano passado.

 


O aumento se deve principalmente à divulgação realizada pela Secretaria de Estado nos meios de comunicação e ao apoio dos mineiros à campanha. Outro ponto importante foi a criação do Estatuto do Idoso de 2003, que regula os direitos assegurados à pessoas com 60 anos ou mais, o que tornou os crimes contra essas pessoas mais visados. 

 


Segundo a Sedes as denúncias são encaminhadas aos órgãos públicos, como Prefeituras, Ministério Público e delegacias especializadas, e aos conselhos de direitos. Dessa forma é importante que o denunciante forneça a maior quantidade de detalhes possível. Quem realiza a denúncia recebe um número para que possa acompanhar o desenvolvimento do caso.

 

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social os casos de maus-tratos familiares formam o maior número de denúncias. Somente em 2011 esse tipo de caso correspondeu a 57,8% das denúncias e esse ano já lideram as reclamações. Também são registrados os crimes de abandono, abandono material, lesão financeira, maus-tratos de terceiros, entre outros.

 

Em Divinópolis

 

De acordo com a Polícia Militar em Divinópolis foram registradas 15 ocorrências de maus tratos a idosos pelo 23º BPM no período de 1º de janeiro até 30 agosto de 2012. A PM orienta que caso alguém tenha conhecimento ou presencie algum crime contra idosos, menores ou qualquer outra pessoa que entre em contato com a PM através do 190, e se for alguma informação que necessite de maiores investigações  ligue para o número 181.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.