terça-feira, 24 de Maio de 2016 10:46h Polícia Civil de Minas Gerais

Desvendado homicídio de pastor executado na porta de casa

A Polícia Civil de Minas Gerais identificou e prendeu dois homens apontados como mandante e executor do homicídio do pastor Flaviano Ferreira Costa, de 42 anos

Um adolescente, de 17 anos à época do crime, também foi apreendido, em virtude desse crime, na cidade de Pará de Minas. Flaviano foi morto na noite do dia 29 de março do ano passado, no bairro Concórdia, região leste da capital.

De acordo com as investigações, Hudson Alexandro de Freitas Santos, de 26 anos, deu ordens para que Thiago Luís Marques Brasil, de 30, executasse o pastor, depois de um desacordo relacionado à venda de um carro.

Conforme explicou a delegada Alice Batello, responsável pelas investigações, Hudson, após ser preso, negociou com Flaviano a venda de um carro. O objetivo era usar esse dinheiro na contratação de um advogado. Ficou acordado entre as partes que Flaviano pagaria o veículo em três parcelas, além de quitar dívidas do carro e transferir o documento do bem para o seu nome.

 

 

 



Como a mãe de Hudson era frequentadora da igreja em que Flaviano era pastor, ela ficou responsável por intermediar o contato entre as partes negociantes. No entanto, a vítima teria desrespeitado o acordo. Em um prazo de seis meses, Flaviano pagou apenas metade do valor combinado, além de não honrar com as dívidas do veículo e a transferência de documentação.

Diante dessa situação, Hudson ordenou que Thiago executasse o pastor. Levantamentos indicam que os dois são parceiros no tráfico de drogas na região do Concórdia.

Thiago, em companhia de um adolescente, foram até a casa de Flaviano em uma moto e lá aguardaram sua chegada. Ao estacionar o veículo, ele foi executado com vários disparos de arma de fogo, diante da mulher e da mãe de Hudson, quando chegava do culto.

 

 

 



Premonição

Na noite do crime, a caminho do culto, Flaviano deixou a esposa em outra igreja e seguiu com a vizinha, mãe de Hudson, a quem sempre dava carona. No percurso, o pastor se assustou quando disse ter visto um corpo ensanguentado na calçada, o que, de acordo com a vizinha, foi uma visão.
Durante realização do culto, o pastor se mostrou abatido e, segundo testemunhas, chegou a citar uma passagem da Bíblia que diz: ‘Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho serão dispersas’ (Mateus 26:31). Em seguida, ele chamou todos os presentes para uma sessão de arrependimento.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.