terça-feira, 10 de Fevereiro de 2015 12:21h Atualizado em 10 de Fevereiro de 2015 às 12:24h.

Detentos de Lagoa da Prata são transferidos para Formiga

Cerca de 30 presos foram transferidos da Cadeia de Lagoa da Prata para a penitenciária de Formiga após o motim que aconteceu na noite de sexta-feira

O tumulto terminou durante a madrugada de sábado e imediatamente vários detentos foram transferidos para outras unidades prisionais.
Seis celas da cadeia pública de Lagoa da Prata ficaram totalmente destruídas após o motim de parte dos presos. Segundo informações da direção da cadeia, a ação dos detentos ocorreu após ser encontrado um buraco na parede de uma das celas, que provavelmente estava sendo feito para facilitar a fuga de presos. Diante do fato, a visita familiar foi cancelada e os familiares foram avisados da decisão.
Descontentes com a suspensão, parte dos presos começaram um quebra-quebra nas celas, que culminou no incêndio de colchões. Com a situação agravada, agentes penitenciários de várias unidades da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), foram deslocados para Lagoa da Prata.
O Batalhão de Choque da Polícia Militar de Bom Despacho também foi acionado foi acionado. A cadeia tem capacidade aproximada para 70 presos e abrigava até o dia do tumulto 110 detentos. Com a confusão, boa parte dos presos foi transferida nesse sábado. Segundo informações, Formiga recebeu 30 deles, dois foram para Bom Despacho, dois para Luz e outros dois para Dores do Indaiá.

 

Nota
Em nota, a Secretaria de Estado de Defesa Social informou que dois presos ficaram levemente feridos e foram atendidos no local. Não houve necessidade de serem levados a um hospital. Foi lavrado um Boletim de Ocorrência e a direção do Presídio de Lagoa da Prata instaurou um Procedimento Interno de Investigação para apurar os fatos.

 

Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.