terça-feira, 7 de Outubro de 2014 05:25h Pollyanna Martins

Detentos do presídio Floramar fazem testes rápidos de HIV

Cerca de seiscentos detentos do presídio Floramar, em Divinópolis, farão testes rápidos de HIV, nesta semana.

Credito: Arquivo GO

 

 

A equipe itinerante do Serviço de Atendimento Especializado (SAE) e Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Prefeitura de Divinópolis está realizando uma ação especial contra HIV, Sífilis, Hepatite B e C. O projeto teve início na última sexta-feira e mais de cem presidiários já fizeram o teste.

A ação tem como objetivo promover atividades educativas e preventivas, além de alertar a população carcerária da cidade sobre dos riscos das doenças sexualmente transmissíveis. A enfermeira, Francisca Vanízia de Macedo Gomes, coordenadora do SAE, explicou que os trabalhos serão realizados todas as sextas-feiras do mês de outubro, de 8h às 17h. Duas equipes compostas por enfermeiros, psicólogos e farmacêuticos fazem parte da ação itinerante. “Esperamos que todos tenham o interesse em realizar o exame que será aplicado neste mês de outubro. Se necessário for, estenderemos para o mês de novembro para que todos sejam atendidos”, informa.


O exame consiste na realização de acolhimento, entrevista para recebimento de informações importantes e aplicação do teste rápido com duração de cerca de 30 minutos entre o pré-teste (questionário de hábitos respondido pelo paciente) e o resultado. A enfermeira informou ainda que o resultado é entregue de maneira sigilosa e individual.


Em casos de confirmação, um agendamento será feito com a escolta da Floramar, para que o detento possa fazer o exame confirmatório. “A saúde é um direito fundamental que vale para todos os cidadãos, visando à construção de uma sociedade saudável. Portanto, esse trabalho é de extrema importância, pois promove qualidade de vida aos privados de liberdade, por meios dessas ações permite também avaliar como se comporta essa população”, conclui Francisca.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.