segunda-feira, 5 de Agosto de 2013 05:37h Luiz Felipe Enes

Detentos voltam a ter atendimento preferencial no Pronto Socorro

A secretaria municipal de Saúde de Divinópolis divulgou uma nota referente ao atendimento de presidiários no Pronto Socorro Regional. Na última reunião realizada pela Acasp (Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública), ficou decidido que de

A secretaria municipal de Saúde de Divinópolis divulgou uma nota referente ao atendimento de presidiários no Pronto Socorro Regional. Na última reunião realizada pela Acasp (Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública), ficou decidido que detentos que necessitassem de atendimento médico, seriam tratados igualmente, por meio de critérios de risco.

Atualmente, o Pronto Socorro Regional se dispõe somente de um método específico de atendimento, por meio do protocolo de Manchester, utilizado pelo Sistema Único de Saúde.

A unidade do Presídio Floramar de Divinópolis possui um ambulatório especialmente dedicado ao atendimento. No entanto, conta somente com um médico que realiza consultas uma vez por semana. Na nota emitida, a prefeitura alegou que não pode se responsabilizar por questões internas, uma vez que o sistema prisional não é de responsabilidade do município.

O setor médico do sistema prisional, conta ainda com um profissional de saúde, um enfermeiro para atender aos detentos. Quando não está mais ao alcance dos profissionais do presídio, os presos são conduzidos ao Pronto Socorro por grau de prioridade, utilizando também o protocolo de Manchester.

A Semusa (Secretaria Municipal de Saúde), ainda destacou que o Pronto Socorro deve ser comunicado sobre a vinda de presos para cuidados médicos e também, que o mesmo aguardará o atendimento no sistema ambulatorial carcerário, e não na unidade médica

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.