sexta-feira, 16 de Novembro de 2012 05:41h Gazeta do Oeste

Dez ficam feridos em acidente na BR-365, próximo a Patos de Minas

 Na manhã deste feriado de quinta-feira (15), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou um acidente na BR-365 no trecho que passa pelo trevo de acesso à BR-146, principal caminho para quem vai para Araxá, no Alto Paranaíba, e o estado de São Paulo. O acidente envolveu uma van da Prefeitura Municipal de Perdizes e um carro de passeio. Dez pessoas ficaram feridas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, na van estavam 11 atletas da equipe infantil de vôlei de Perdizes, além de dois adultos da comissão técnica e o motorista. A maioria dos feridos foi atendido no local e um deles encaminhado para o Hospital Regional de Patos de Minas com suspeita de fratura no braço. O técnico João Victor Marques, passageiro da van, disse que o carro entrou na frente e só deu tempo de ele segurar uma atleta que estava ao lado. "Eu pensei só em segurá-la. E graças a Deus estava todo mundo de cinto na hora da batida", contou.

O motorista do carro, de 31 anos, também foi levado para ao hospital, mas com suspeita de traumatismo. Os dois feridos levados para o hospital de Patos de Minas passaram por exames nesta manhã e não correm risco de morte.

De acordo com a PRF, a van seguia pela BR-365 em direção a Patos de Minas e o veículo de passeio provocou o acidente ao cruzar a rodovia, sem perceber a aproximação da van. "Ele pode ter aguardado à direita e não percebeu a presença da van e quando fez a conversão à esquerda para entrar sentido Santana de Patos provocou o acidente ou pode, também, no eixo da via ter feito a conversão à esquerda, onde ele foi atintido pela van. O trevo é perigoso e o condutor tem de chegar e aguardar até quando não vier ninguém para atravessar", explicou o policial rodoviário Valter Lúcio Rosa.

Ainda conforme a PRF, o trevo de entrada a Santana de Patos, distrito de Patos de Minas, é muito perigoso e, só neste ano, já foram registrados 11 acidentes com cinco feridos. Em todo o ano passado foram oito casos. O chefe da delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Patos de Minas, inspetor Sérgio Pereira, disse que são dois os fatores que contribuíram para esse aumento.

Para o chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Patos de Minas, Sérgio Pereira, são dois os fatores que contribuíram para esse aumento nos acidentes. “A falta atenção ou o desrespeito à sinalização por parte de alguns motoristas que não obedecem a parada obrigatória ou que fazem a conversão à esquerda sem aguardar a preferência de passagem de veículos que estão transitando pela BR são fatores que contribuem. Aliado à isso, nós temos as condições físicas dos trevos, que são todos trevos abertos e as rodovias que intercedem com a BR e os motoristas que chegam nela precisam dar a preferência da passagem. Isso tudo influencia”, explicou.

O inspetor e delegado da PRF já encaminhou aos órgãos responsáveis um relatório sobre a situação dos trevos. “Nós oficiamos tanto o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) quanto o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) sugerindo e solicitando a eles melhorias nas condições físicas dos trevos e a possibilidade da construção de rotatórias. Pedimos até mesmo a colocação de sonorizadores, redutores de velocidade e a melhoria na sinalização”, concluiu.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.