sexta-feira, 17 de Maio de 2013 06:20h Erik Ullysses

Dívidas com o tráfico de drogas motiva assassinato de gerente comercial de Bom Despacho

Gerente havia desaparecido no dia 19 de fevereiro e seu corpo foi encontrado carbonizado dentro de um carro três dias depois. Adolescentes são os principais suspeitos de terem cometido o crime

As investigações sobre o assassinato de Flávio Assis Luciano, de 35 anos, apontam que o gerente comercial da cidade de Bom Despacho teria morrido devido a dívidas relacionadas ao tráfico de drogas. Apesar das investigações ainda não terem sido concluídas, os indícios apontam para este caminho, afirmou o delegado que está a frente do caso, Ivan José Lopes.

O corpo de Flávio foi encontrado carbonizado juntamente com o seu veículo no bairro São José, em Bom Despacho, no dia 22 de fevereiro deste ano. Ele estava desaparecido desde o dia 19 do mesmo mês e seu sumiço provocou uma campanha de busca nas redes sociais. De acordo com a perícia, Flávio foi morto a tiros e posteriormente foi incendiado junto ao seu carro.

De acordo com a Polícia civil, três indivíduos, todos menores de idade, envolvidas com o tráfico e que teriam ligações com o assassinato já foram identificados. Contudo, nenhum dos três está preso. No dia do desaparecimento do gerente, um adolescente de 16 anos foi visto no interior de seu veículo. O menor chegou a ser apreendido e a polícia encontrou drogas em sua residência, porém o jovem negou participação no crime e foi liberado. Para o delegado, todos os indícios apontam que o menor seja o principal responsável pelo assassinato.

Como o caso ainda segue em investigação, outros detalhes não foram repassados para a imprensa. O delegado vai pedir à Justiça mais 30 dias para a conclusão das investigações. Inicialmente uma das hipóteses levantadas pela perícia seria de que o assassinato do gerente comercial poderia estar ligado com um crime passional, porém essa linha de investigação já foi descartada pela polícia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.