terça-feira, 22 de Dezembro de 2015 12:41h

Doméstica alega legítima defesa após matar ex-companheiro a facadas

A doméstica Iolanda Deuslenia Moreira da Sousa Viana, de 23 anos, foi presa em flagrante após assassinar a facadas o ex-companheiro, o jardineiro Marcone Antunes de Souza Rodrigues, de 24

Eles tinham vivido juntos durante oito meses e estavam separados há um mês e meio. Segundo Iolanda, a vítima vinha insistindo em reatar o relacionamento, fazendo ameaças de morte para obrigá-la a aceitar.

De acordo com o delegado Felipe Moraes Forjaz,  da Delegacia Especializada de Homicídios Sul, a doméstica  contou que tinha saído de seu local de trabalho diretamente para um encontro com Marcone, que insistia em conversar  sobre uma reconciliação. Os dois discutiram e ela o esfaqueou para se livrar do ataque repentino do jardineiro, que teria tentado estuprá-la, enquanto apertava seu pescoço.

Atingido por três facadas, Marcone caiu ao chão e Iolanda começou a gritar por socorro, fugindo em seguida. A doméstica se apresentou algumas horas depois na Delegacia de Mulheres de Ribeirão das Neves, onde confessou o crime e apresentou sua versão dos fatos. Iolanda relatou que já tinha sofrido várias agressões por parte do jardineiro enquanto viviam juntos, mas nunca chegou a registrar queixa de violência doméstica  contra ele. Os dois não tinham filhos.

A doméstica foi presa em flagrante e encaminhada para a Penitenciária Feminina Estevão Pinto. O inquérito terá prosseguimento, com a intimação de pessoas ligadas ao casal, para constatar a veracidade das declarações de Iolanda.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.