quarta-feira, 15 de Junho de 2016 17:35h Polícia Civil de Minas Gerais

Dupla é presa por invadir condomínio e assassinar inimigo

Após arrombarem as portas de oito apartamentos à procura de um desafeto, quatro homens armados invadiram a residência de João Marcos Pereira de Andrade (conhecido como Biliu), de 21 anos, e o executaram com 15 disparos de arma de fogo

Essa é a conclusão da Polícia Civil sobre o homicídio ocorrido na manhã do dia 30 de março deste ano, em um condomínio localizado no bairro Granja de Freitas, na capital. 

 

Durante operação policial realizada na última sexta-feira (10), em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram presos Fabrício Junio da Silva (conhecido como Defá), de 21 anos, e Tomaz Henrique Barros Guimarães, de 23, que também foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Na casa do suspeito foram apreendidos 145 invólucros de crack. Continua foragido Bruno Miranda de Souza (o Bê), de 26. Um quarto envolvido no crime ainda não foi identificado.

 

De acordo com o delegado Felipe Forjas, que coordena as investigações, Bruno é considerado o mais perigoso do grupo, visto que já possui prontuário policial por dois assassinatos e por uma tentativa de homicídio. 

 

A Polícia também apreendeu, na casa da vítima, cerca de 12 quilos de maconha, além de cocaína e crack. A vítima teria furtado a droga de um grupo que trafica no bairro Justinópolis, em Ribeirão das Neves, motivo pelo qual foi assassinado. Conforme levantamentos, na manhã do crime, os suspeitos invadiram o condomínio onde a vítima morava e arrombaram a porta de oito apartamentos, até encontrarem o alvo. O fato ocorreu diante de mulheres e crianças.

 

O delegado Luiz Flávio Cortat ressaltou a gravidade do crime cometido no dia 30 de março. “A Polícia Civil cuidou de proteger as testemunhas do fato, incluindo-as em programas de proteção e, após a apuração dos fatos, representou pelas prisões dos investigados, já conseguindo capturar dois suspeitos e em busca da prisão do terceiro envolvido, identificado como Bruno” concluiu Cortat.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.