segunda-feira, 18 de Março de 2013 06:42h Erik Ullysses

Empresário divinopolitano é suspeito de pornografia infantil

Homem teria instalado câmera em um banheiro quando passava féria em Praia Grande, São Paulo. O equipamento registrou cenas íntimas de uma menor de 16 anos

Um empresário de Divinópolis está sendo investigado por pedofilia pela Polícia Federal. O fato que motivou as investigações teria acontecido em fevereiro deste ano, quando um grupo de amigos e familiares de Divinópolis foi passar férias em Praia Grande, litoral de São Paulo. No grupo estavam o empresário e uma menor de 16 anos. O empresário teria instalado uma câmera de vídeo no banheiro que era utilizado pela menor, registrando várias imagens íntimas de pessoas que utilizaram o banheiro, assim como da adolescente.
De acordo com o promotor da Vara da Infância e Juventude, Carlos Fortes, as investigações partiram de denúncias e está sendo feita pela Polícia Federal. “Houve uma denúncia de produção de pornografia infanto juvenil. Ou seja, o caso de adolescente em situação de pornografia. E por conta dessa denúncia nós requeremos uma investigação e está sendo feita pela Polícia Federal, que cumpriu recentemente um mandado de busca e apreensão” explicou. Nossa reportagem entrou em contato com a Polícia Federal, que confirmou as buscas e apreensões de alguns materiais para serem periciados. Entre estes materiais estão uma câmera fotográfica, CDs, DVs e celulares.
O promotor informou ainda que a jovem reside na cidade e que os trabalhos sobre o caso ainda estão no início. “Por enquanto é só uma suspeita da prática de um delito definido no estatuto da criança e do adolescente, que é um crime de produção de pornografia infantil” concluiu.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.