sexta-feira, 15 de Janeiro de 2016 10:26h Atualizado em 15 de Janeiro de 2016 às 10:30h.

Equipe do DHPP prende jovem envolvido em morte de menina de nove anos em Sabará

Menos de 24 horas após a morte da menina Thais Viana de Souza, de nove anos, atingida por um disparo de arma de fogo, no bairro Vila Rica, em Sabará, policiais civis do (DHPP) conseguiram identificar e localizar um dos suspeitos de participação no crime

Ramon Paulo de Souza, de 20 anos, foi preso, na manhã desta quinta-feira (14), durante diligência realizada por policiais civis das Delegacias Especializadas em Homicídios Leste e de Sabará, da 1ª equipe de plantão do DHPP, além do apoio da Delegacia Regional de Sabará. O crime ocorreu na tarde desta quarta-feira (13).

O suspeito confessou ter participado da ação criminosa, mas alega que a menina não era alvo dos disparos. De acordo com levantamentos, o objetivo era atingir o irmão da vítima e um outro jovem, ambos integrantes de uma gangue rival. A polícia acredita que o crime tenha como motivação uma disputa por pontos de venda de drogas no bairro.

Segundo o delegado Emerson Morais, que coordenou a ação policial, Ramon avistou os rivais em um grupo, decidiu disparar contra eles e, acidentalmente, acabou atingindo Thais, que estava próxima ao grupo. Estima-se que Ramon tenha efetuado o disparo a uma distância de 256 metros dos alvos. O suspeito já havia sido apreendido no ano passado pelo crime de tráfico de drogas.

Após o crime, Ramon entregou a arma, uma carabina calibre 44, para que um adolescente pudesse escondê-la. A arma foi encontrada na casa do jovem, enrolada em um pano, dentro de uma manilha. Exame pericial irá confirmar se a arma apreendida foi a mesma utilizada na ação criminosa.

“A participação da população e dos veículos de comunicação, aliados ao incansável trabalho dos investigadores do DHPP, foi de fundamental importância para a identificação e localização do autor dos disparos, que vitimou essa menina de apenas nove anos de idade. Desde ontem, a Polícia Civil empreendeu esforços para que fosse possível a prisão em flagrante do autor do fato”, ressaltou o chefe do DHPP, Luiz Flávio Cortat.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.