quinta-feira, 2 de Maio de 2013 12:30h Estado de Minas

Estudantes de medicina contrataram 'dublês' para fazer vestibular em Patos de Minas

Quatro estudantes de medicina são suspeitos de fraudar o vestibular do Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam), no Alto Paraíba, porque contrataram “dublês” para fazer a prova e conseguir ingressar na instituição. Segundo a polícia, os alunos, agora regularmente matriculados, teriam pagado entre R$ 20 mil e R$ 50 mil para que outras pessoas participassem do processo seletivo.

De acordo com o titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio Tóxico e Entorpecentes, Luís Mauro Sampaio, a Unipam procurou a polícia depois de receber uma denúncia anônima sobre a fraude no processo seletivo, que aconteceu em 18 de novembro de 2012. A polícia iniciou a investigação, concluída nesta quinta-feira, data em que o inquérito será repassado ao Ministério Publico de Minas Gerais.

Segundo a denúncia, alunos que não fizeram o vestibular estariam matriculados no curso de medicina. Com quatro meses de apurações, a polícia identificou os universitários, que foram ouvidos e tiveram comparadas as letras escritas em atividades realizadas em sala de aula com a tipografia da prova de redação do vestibular, assim como a assinatura no ato da matrícula. De acordo com o delegado, havia discrepância na característica das letras, o que ajudou a comprovar a fraude.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.