segunda-feira, 31 de Agosto de 2015 10:32h

Fábrica clandestina de explosivos é fechada pelo Exército em Samonte

Uma fábrica de fogos de artifício clandestina foi fechada nesta quinta-feira em Santo Antônio do Monte

Grande quantidade de material para fabricação dos explosivos foi apreendida e duas pessoas foram presas. O dono do estabelecimento não foi encontrado.
De acordo com a Polícia Militar, um Tenente do Exército encontrou a fábrica clandestina e denunciou o fato no Posto de Fiscalização da Instituição. Com a ajuda de militares, representantes do exército foram ao local, que fica em uma fazenda há cerca de 10 quilômetros da área urbana da cidade, e encontraram na fábrica, composta por dois barracões, vários materiais para fabricação dos artifícios.
Três homens, de 37, 56 e 58 anos estavam no local e contaram que o dono da fábrica não estava no local e que o estabelecimento não possui documentação legal necessária para o funcionamento. Foram localizados aproximadamente 100 quilos de pólvora negra; 220 quilos de "BOMBA B1"; 30 quilos de "BOMBA RESPOSTA"; 500 gramas de estopim; 300 jatos para rojão grande; 50 jatos para rojão pequeno; 10 dúzias de foguete 12 x 1 cano curto; 20 caixas contendo uma dúzia de rojão cada; 16 caixas contendo uma  dúzia de foguete 3 tiros canhão cada; 10 maços contendo cada um 20 dúzias de vareta para rojão; uma balança; uma prensa eletro-hidráulica e embalagens plásticas diversas de rojão de vara (caxoplas/cápsulas).
Todo o material foi apreendido e os três homens lavados para a Delegacia.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.