sexta-feira, 25 de Setembro de 2015 10:17h Atualizado em 25 de Setembro de 2015 às 10:21h.

Farmácia é fechada por vender medicamentos falsos e proibidos

Quatro pessoas foram presas e vários medicamentos apreendidos na operação realizada em Nova Serrana

Nesta quarta-feira, a Polícia Civil de Nova Serrana realizou uma operação para combater a venda de medicamentos falsos e proibidos no Brasil. As investigações, que contaram com o apóio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Polícia Federal, duraram quatro anos.
Com os mandados de busca, apreensão e prisão em mãos, os agentes da Polícia Civil, juntamente com a Delegada responsável pelo caso, Elenita Batista, foram até a farmácia, onde encontraram os produtos, como anabolizantes, estimulantes sexuais e medicamentos falsos. “Era uma prática que não era tão aberta. A medicação comercializada ilegalmente não ficava exposta”, revela a Delegada.
Dois irmãos, que são donos da farmácia foram presos. A mulher de um deles, que era a farmacêutica responsável, e uma funcionária, também foram detidas. “Todos confirmaram que revendiam o Pramil (estimulante sexual) e ele não tem registro no país. A farmácia foi interditada por tempo indeterminado”, ressalta Elenita.
Segundo o representante da Vigilância Sanitária estadual, Allan Rodrigo, são produtos que acarretam riscos para a saúde da população. “Isso pode acarretar em riscos de aspecto muito amplo, que vão desde uma reação tópica na pele e em casos mais graves, a morte”, finaliza.

 

Créditos: Ricardo Miranda / TV Alterosa

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.