terça-feira, 18 de Agosto de 2015 10:06h Atualizado em 18 de Agosto de 2015 às 10:09h. Carina Lelles

Fim de semana violento em Divinópolis

Sete pessoas foram baleadas na cidade da noite de sexta-feira até a noite de domingo. Duas não resistiram aos ferimentos e morreram

O final de semana em Divinópolis foi um dos mais violentos do ano. Ao todo, sete pessoas foram baleadas em um prazo de 48 horas, duas morreram. Em um dos casos, a funcionária de um supermercado foi ferida após reagir a um assalto. Os outros crimes podem estar relacionados ao tráfico de drogas.
Os crimes que ocorreram na noite de sexta-feira e na manhã de sábado têm ligação um com o outro. De acordo com a Polícia Militar, Ewerton Rodrigues da Costa, de 21 anos, que possui passagens policiais por tráfico de drogas, foi ferido com três disparos de arma de fogo por volta das 23h30 de sexta-feira, no bairro Quintino. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Os suspeitos do crime foram identificados e um deles apontado pela própria vítima. Os militares fizeram rastreamento, mas os suspeitos não foram localizados naquela noite.
No início da manhã de sábado, por volta das 6h, cinco pessoas que estavam em um carro, chegaram ao Posto da Polícia Militar Rodoviária (PMR), na MG-050, pedindo socorro. O veículo estava com pelo menos 25 marcas de tiro na lataria e vidros, e quatro, dos cinco ocupantes, feridos. Um deles saiu correndo do local e não foi identificado.
Francisnei da Paixão Araujo, de 28 anos; Rômulo Felipe Pereira, de 24; Arthur Henrique Silva Freitas, de 25 e Hiago Lima de Souza, de 16 anos, foram socorridos por uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e levados para a UPA.
O adolescente não resistiu aos ferimentos e morreu. Hiago, segundo a Polícia Militar, possui passagens e foi apreendido diversas vezes este ano.
Francisnei foi apontado por Ewerton, que sofreu a tentativa de homicídio na noite anterior, como um dos responsáveis pelo crime. O suspeito, que foi atingido no ombro, braço esquerdo, e um de raspão na cabeça e quadril, está no Horpital São João de Deus, sob escolta policial. Já foi dada a voz de prisão e assim que receber alta, ele será encaminhado para o Presídio Floramar.
Rômulo foi atingido no maxilar, antebraço (direito e esquerdo) e um de raspão na cabeça. Artur foi alvejado no antebraço esquerdo e coxa esquerda. Os dois também estão no Hospital São João de Deus e não correm risco de morrer.

 

Rua Pitangui
Na noite de domingo, um homem, de 32 anos, foi morto a tiros na Rua Pitangui, no bairro Bom Pastor. De acordo com a Polícia Militar, testemunhas contaram que Henrique Freitas dos Reis, conhecido como Paulista, discutiu com alguns indivíduos que estavam em um carro.
Após a discussão, os ocupantes do veículo foram embora e logo depois, chegou uma motocicleta com dois suspeitos. O garupa sacou a arma e disparou contra a vítima, que foi socorrida e levada para a UPA, mas já chegou ao local sem vida.
De acordo com o médico, a vítima, que possui passagens por tráfico de drogas, apresentava pelo menos 10 perfurações. No local do crime, foram encontradas cápsulas de arma calibre 38.

Assalto
Na tarde de sábado, uma mulher, de 35 anos, foi baleada durante um assalto em um supermercado no bairro Interlagos. De acordo com testemunhas, dois indivíduos chegaram ao local e anunciaram o assalto.
A vítima, Joana Darc, que é funcionária do estabelecimento, tentou evitar que um dos suspeitos levasse a gaveta do caixa. O criminoso atirou e acertou o rosto dela, que foi socorrida pelos próprios militares e encaminhada para a UPA e depois foi transferida para o Hospital Santa Mônica.
A reportagem entrou em contato com a unidade de saúde, que não informou o estado de saúde da paciente.

 

 

Crédito: Divulgação PM
Crédito: Divulgação WhatsApp

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.