sexta-feira, 21 de Setembro de 2012 09:13h Gazeta do Oeste

Fogo destrói capela de Ramos de Azevedo em Sorocaba

Um incêndio destruiu uma capela projetada e construída pelo arquiteto Ramos de Azevedo, no bairro Inhayba, zona rural de Sorocaba (SP), no final da noite de quarta-feira. Do imóvel, com proposta para tombamento pelo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, restaram apenas as paredes. O fogo havia se alastrado por uma plantação de eucalipto da empresa Fibria, do grupo Votorantim, e o vento forte que atingiu a região levou as chamas até o prédio.

A capela foi construída em 1930, época em que o arquiteto que projetou o Teatro Municipal de São Paulo e a Pinacoteca do Estado era dono da fazenda. O local hospedava Alberto Santos Dumont, o "Pai da Aviação", quando este visitava a região.

Em 2005, um estudo recomendou à prefeitura o tombamento do prédio e de 50 metros do entorno, em vista do valor histórico, cultural, arquitetônico e paisagístico. Em novembro de 2011, o Ministério Público Estadual também reconheceu o valor histórico do imóvel e pediu que a Justiça obrigasse o grupo Votorantim a preservar a capela, que estava abandonada. O pedido foi acolhido em caráter liminar, mas o grupo entrou com recurso. O processo ainda não teve julgamento definitivo.

O MPE vai abrir investigação para apurar as causas do incêndio. Uma perícia avaliará se existem condições técnicas para a recuperação do patrimônio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.