sexta-feira, 10 de Agosto de 2012 10:48h Gazeta do Oeste

Foragido da Justiça acusado de matar policial é preso em Belo Horizonte

Um dos criminosos mais procurados de Minas Gerais foi detido na madrugada desta sexta-feira. Warley Moreira da Silva, de 22 anos, foi preso durante patrulhamento da Polícia Militar no Bairro São Bernardo, Região Norte de Belo Horizonte. Ele estava saindo do bairro São Tomaz, acompanhado por três pessoas. O criminoso era procurado desde 10 de abril, quando fugiu de uma viatura que o acompanhava voltando ao Complexo Penitenciário Nelson Hungria, onde cumpria pena, logo após prestar depoimento na 3ª Delegacia de Polícia Civil, em Contagem, na Grande BH. Ele é acusado de matar um policial na capital em 2009.

 

 

Apresentando uma carteira de identidade falsa, com o nome de Bruno, o foragido foi reconhecido pelo Sargento Edson Fagner, do Batalhão Rotam, durante a abordagem policial. Warley da Silva estava em um carro com placa do Espírito Santo acompanhado por duas adolescentes e um homem, que foram liberados. O sargento acredita que ele passou pelo aglomerado para desviar de um posto policial.

 

O criminoso contou à polícia que mora em Vila Velha, no Espírito Santo, e estava em Belo Horizonte para visitar a família, pela data do Dia dos Pais.

 

Fuga

 

Em 10 de abril deste ano, Warley da Silva conseguiu abrir a porta da viatura quando passou na primeira cancela para entrar no presídio Nelson Hungria, informaram os agentes penitenciários que trabalham no local. Ao sair do veículo, o detento correu e se embrenhou em uma mata que circunda a penitenciária.

 

 

Procura-se

 

Uma nova lista de criminosos foragidos da Justiça mais procurados do estado será apresentada nesta sexta-feira. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), a relação tem 12 nomes e inclui criminosos da Grande BH e interior de Minas Gerais.

 

 

Esta é a terceira fase do programa Procura-se, lançado com o objetivo de divulgar fotos dos alvos prioritários do Sistema de Defesa Social para que a população possa contribuir com denúncias sobre o paradeiro dos criminosos. Desta forma, além de prender os foragidos, há interesse em expor a imagem dos procurados evitando assim a prática de novos crimes. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.