sábado, 15 de Agosto de 2015 05:42h Atualizado em 15 de Agosto de 2015 às 05:44h.

Funcionário encontra patrão baleado dentro de caminhonete em Nova Serrana

Na madrugada de ontem, Nova Serrana registrou o 16º homicídio do ano. Um homem, de 46 anos, foi encontrado morto, dentro de uma caminhonete, no bairro Industrial, com pelo menos 13 perfurações no corpo

De acordo com a Polícia Militar, o funcionário da vítima passava pela Avenida Minas Gerais, quando viu o carro do patrão, José Valter dos Reis, atravessado na via. Ao se aproximar do veículo, a testemunha percebeu que havia alguém deitado na caminhonete e que os vidros estavam quebrados.
Os militares foram até o local e encontraram a vítima baleada e o Corpo de Bombeiros compareceu ao local, mas o homem já estava sem vida. A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e constatou pelo menos 13 perfurações no corpo da vítima, que foi atingida no braço, peito e costas.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, foram recolhidas pelo perito, no local, cápsulas de revólver calibre 32. Logo após os trabalhos, o corpo foi liberado para uma funerária e o veículo foi removido ao pátio credenciado ao Detran.
Segundo a Polícia Militar, José Valter dos Reis, possuía passagem por ameaça e desobediência. Ainda não se sabe a autoria e a motivação do crime.

Tentativa de homicídio
Um idoso, de 82 anos, foi encontrado ferido dentro da própria casa, na Rua Joaquim Gomes Bernardes Filho, no bairro Gomes, em Lagoa da Prata. De acordo com a Polícia Militar, uma vizinha notou algo incomum na casa da vítima e após chamar várias vezes, sem ter resposta, entrou na residência.
Na sala, a vizinha notou que tinha uma cadeira de mesa tombada e em volta, havia bastante sangue. Ao verificar no quarto, a testemunha encontrou a vítima deitada, coberta com um cobertor e muito ferida, principalmente na região da cabeça, que estava toda ensanguentada.
A mulher acionou a Polícia Militar, que observou que a vítima ainda apresentava sinais vitais e acionou socorro. O idoso foi levado para o Pronto Socorro Municipal e logo em seguida, transferido para o Hospital João XXIII, em Belo horizonte, em estado gravíssimo.
A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e após os trabalhos, liberou o local para os familiares, que não souberam informar qual a motivação e quem poderia ser suspeito de tamanha brutalidade.
Em um imóvel paralelo com a residência da vítima, existem câmeras de monitoramento, no entanto, o proprietário não possui conhecimento técnico para voltar as imagens, sendo orientado a preservar as filmagens para as futuras providências.


Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.