quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015 09:42h Atualizado em 10 de Dezembro de 2015 às 09:46h.

Garotinho de nove anos foi violentado sexualmente em Cláudio

Um menino, de 9 anos, foi vítima de abuso sexual na tarde de segunda-feira (7), em Cláudio

Segundo a Polícia Militar (PM), o pai do menino desconfiou do comportamento da criança, pois a mesma apresentava sangramento em suas partes íntimas. Após questioná-la sobre o que havia acontecido, a criança contou sobre o abuso e relatou quem seria o molestador.
O caso ocorreu no Povoado rural chamado Capão da Galinha. O menino contou que havia emprestado uma bola a um garoto de 16 anos, e quando foi pedí-la de volta, o rapaz disse não ter bola, mas que podia dar um carrinho para o menino. O menino não aceitou a troca, e o rapaz de 16 anos então o levou para dentro de sua casa, e com o resguardo de outro garoto, de 15 anos, que impediu a fuga da criança e vigiou para que ninguém chegasse, enquanto o de 16 anos abusava sexualmente da criança.
O pai levou a criança à Santa Casa, onde esta foi socorrida. Ele então acionou a Polícia Militar. Na Santa Casa, foi dado o relatório clínico da criança. Os autores, um de 16 e outro de 15 anos, foram reconhecidos e presos pela Polícia. O menor foi levado até à Santa Casa, onde assumiu ser o autor do delito perante testemunhas e recebeu voz de apreensão em flagrante. O rapaz de 16 anos foi encaminhado à Delegacia de Divinópolis com a presença do Delegado de Plantão sob acusação de estupro consumado.
Em nota, o Comandante da 139 relatou: “É necessário que os pais orientem os filhos, pois as prisões de menores nos últimos anos remontam a falta de valores. É preciso que a família repense a educação dos filhos, dos limites”, frisou. Ele também evidenciou a ação rápida dos Militares nos casos de abuso, onde o autor foi preso rapidamente e encaminhado à justiça. Com informações da Assessoria de Comunicação da 139ª Companhia de Polícia Militar.

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.