quinta-feira, 17 de Novembro de 2011 10:14h Paulo Reis

Golpes de dinheiro “pegam” mais vítimas na região

O tema aplicado é o mesmo, o de uma recompensa adquirida

Um velho golpe, mas que permanece como a pegadinha que mais faz vítimas. O tentador golpe da recompensa parece que nunca será extinto, principalmente nas cidades da região de Pará de Minas.


Mesmo diante das constantes divulgações realizadas pela polícia nos meios de comunicação, algumas pessoas ainda caem no golpe de estelionato. Nele, os criminosos garantem recompensas pelo simples motivo da vítima ter supostamente encontrado um cheque ou documento de muito valor.
A vítima, que na maioria das vezes acabara de retirar grandes quantias em dinheiro de algum banco, é levada a acompanhar os autores com a promessa de que será bem remunerada com dinheiro ou mercadorias do comércio.


Enquanto a pessoa procura por sua recompensa, em questão de minutos, os estelionatários conseguem se apossar da bolsa ou malote com o dinheiro. Ao cair na real que não havia nada, a vítima retorna ao local em que se separou dos desconhecidos e descobre que caiu no golpe. O último caso dessa natureza foi registrado em Pitangui.


De acordo com instruções da Polícia Militar, as pessoas devem ficar atentas e nunca dar crédito a desconhecidos que prometem alguma coisa em troca da localização de cheques, documentos ou outros pertences.


O golpe seria mais difícil de ser aplicado caso as vítimas não ficassem tão interessadas em ganhar um dinheiro fácil, afirma ainda a PM.
Segundo a Polícia de Pará de Minas, este tipo de golpe tem diminuído significativamente na cidade, que nos últimos meses tem registrado apenas nas cidades vizinhas a reincidência deste golpe.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.