terça-feira, 8 de Setembro de 2015 13:47h Polícia Civil

Grupo criminoso é preso por homicídios ocorridos em Contagem

Seis pessoas de uma mesma quadrilha, envolvida com o tráfico de drogas nos bairros Perobas, Maria Conceição e Vila Epa, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Seis pessoas de uma mesma quadrilha, envolvida com o tráfico de drogas nos bairros Perobas, Maria Conceição e Vila Epa, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram presas em virtude de mandados de prisão preventiva referentes a dois homicídios. As mortes foram investigadas pela equipe de policiais civis do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Lourival da Rocha Miranda (conhecido como Louri), de 28 anos; Renata Lourenço da Silva, de 34; Giovane de Jesus (o Gê), de 32; e Fabrício Ferreira dos Santos (o Bibi), de 21, foram presos pelo assassinato de Samuel de Carvalho, de 27 anos. A vítima foi executada na noite de 07 de setembro do ano passado, no bairro Maria da Conceição. A suspeita é de que um adolescente, identificado apenas como Mexicano, também tenha participado do crime.

Segundo a delegada Fabíola Oliveira, que coordenou as investigações, Samuel, preso por tráfico de drogas, havia sido liberado recentemente. A vítima foi executada por ter se negado a participar do grupo criminoso, liderado por Lourival. Informações indicam que a vítima integrava outra quadrilha, atuante em uma área vizinha.

No dia do crime, a mando de Lourival, Renata chamou Samuel para uma conversa. Quando a vítima percebeu que a mulher estava armada, partiu para a agressão física, dando um soco no rosto de Renata. Ao se distanciar do agressor, Renata, com a ajuda dos comparas, iniciou uma série de disparos contra a vítima, que ainda tentou correr, mas acabou sendo atingida. Após o crime, um amigo de Renata a ajudou na fuga.

Já Hernandes Rodrigues de Miranda (o Xim), de 22 anos, e Alex Martins Fonseca Pereira (o Alex Merenda), de 20, foram presos pelo assassinato de Michael Sabino Borges (o Piu, Song ou Maikinho), de 20 anos, morto em 27 de abril desse ano, no bairro Vale das Perobas. Fabrício Ferreira, apontado como um dos envolvidos no assassinato de Samuel, também foi preso por esse crime. O suspeito Thalissom Rocha de Almeida (o Thales), de 20 anos, que também foi indiciado pela morte de Michel, continua foragido.

Michael foi morto, próximo à Via Expressa, depois de sair de casa para comprar droga. Quando chegou ao ponto de venda, chefiado por Hernandes, sobrinho de Lourival, Michel foi abordado, executado e teve o corpo jogado em uma vala. Levantamentos indicam que a vítima foi morta porque se destacava dos demais, já que tinha o costume de se vestir bem e de ser bastante educado, causando inveja nos suspeitos. A delegada Fabíola ressaltou que a maioria dos envolvidos nesse grupo criminoso possui algum grau de parentesco.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.