terça-feira, 30 de Outubro de 2012 06:05h Gazeta do Oeste

Guarda investiga agressão de skinhead na Savassi

 A Guarda Municipal de Belo Horizonte vai investigar supostas falhas ocorridas após agressão a um jornalista na madrugada de sábado na Região da Savassi por dois homens carecas, tatuados e brancos, possivelmente pertencentes ao movimento denominado skinhead. Segundo a vítima, que foi recebida na segunda-feira pelo comandante da Guarda Municipal, Ricardo Belione, a corporação vai responsabilizar os guardas que se recusaram a lhe prestar ajuda.

“Fiquei indignado de não ter sido atendido pela polícia, que estava a menos de cinco metros do local. Quero que descubram, porém, não só quem me negou ajuda, mas também quem me espancou”, afirmou. Segundo o 1º Batalhão de Polícia Militar, trata-se do primeiro caso de violência envolvendo grupos neonazistas na região. “Vamos ficar mais atentos, mas não existe um movimento sistêmico na Savassi. A Guarda Municipal faz a defesa do patrimônio e não tem treinamento para intervir em casos de agressão”, disse o tenente-coronel Welton Baião, comandante do BPM.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.