quarta-feira, 23 de Outubro de 2013 05:24h

Homem é mantido refém em fábrica

Desde 8h da manhã desta quarta-feira, um funcionário de uma empresa têxtil mantém refém, dentro da mesma empresa, situada na rua Pitangui, bairro Padre Libério, um colega de trabalho. Vários policiais estão no local que foi isolado. Uma unidade de resgat

Desde 8h da manhã desta quarta-feira, um funcionário de uma empresa têxtil mantém refém, dentro da mesma empresa, situada na rua Pitangui, bairro Padre Libério, um colega de trabalho.
Vários policiais estão no local que foi isolado. Uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros também está no local.  De acordo com a Policia Militar, Hasyson Michael de Faria trabalha na empresa há quatro anos e é considerado um bom funcionário. O rapaz, que mantém um colega de trabalho como refém sob a mira de uma tesoura há mais de duas horas, sofre de síndrome do pânico e faz tratamento há dois meses.
Um psicólogo da Polícia Militar está no local e ajuda na negociação. A cobertura completa deste caso você confere na edição impressa da Gazeta do Oeste de amanhã.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.