quarta-feira, 12 de Novembro de 2014 09:07h Atualizado em 12 de Novembro de 2014 às 09:11h. Carina Lelles

Homem é morto a tiros no bairro Nações

Um ex-detento foi morto a tiros, no bairro Nações, em Divinópolis, na noite desta segunda-feira. A vítima havia saído do presídio Floramar há cerca de um mês e há uma semana foi vítima de agressões na porta de casa

Populares acionaram a Polícia Militar informando que um homem havia sido baleado na Rua João Severino de Azevedo, no bairro Nações. Ao chegar ao local, os policiais verificaram que a vítima, Geovane Jesus dos Santos, mais conhecido no meio policial como Figu, de 30 anos, já estava sem os sinais vitais. Os populares contaram aos policiais que ouviram os disparos e logo depois um veículo saiu cantando pneus e fugindo sentido bairro Padre Eustáquio.
A perícia foi acionada e constatou que Figu apresentava sete perfurações, sendo quatro na cabeça, duas na perna e uma na nuca. A arma utilizada no crime foi uma pistola calibre 380.
A mãe da vítima disse aos policiais que Geovane deixou o Presídio Floramar há cerca de um mês e que há uma semana o filho foi agredido com socos e pedaços de madeira. Ela contou ainda que um dos indivíduos estava armado e teria efetuado disparos para o alto.
A mãe da vítima forneceu o nome de um dos agressores. Os policiais foram ao encontro dele, que confessou ter agredido a vítima e que teria sido ajudado pelo irmão, porém alegou que não houve disparos de arma de fogo no local, pois ele não possui arma. O agressor disse ainda que não viu  a vítima nesta segunda-feira. Foi feita uma vistoria no veículo do suspeito e nada de ilícito foi encontrado.
A Polícia vai investigar o crime e o rastreamento para encontrar pistas dos suspeitos deve continuar. Quem souber qualquer informação sobre o caso pode ligar para a PM no 190 ou ainda para o 181 Disque Denúncias, a ligação é anônima.

São Gonçalo do Pará
O corpo de um homem, de 44 anos, foi encontrado em um sítio no povoado de Barreiras, na zona rural de São Gonçalo do Pará, na manhã desta segunda-feira. A esposa da vítima foi quem encontrou o corpo e contou aos policiais que, no domingo, ela e o marido mostraram o sítio para uma amiga que estava interessada em comprá-lo. Depois disso ela e amiga foram embora e o marido permaneceu no local.
Com a demora do marido, a esposa e outros familiares voltaram ao sítio e encontraram a vítima sem vida e com sinais de espancamento. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Pará de Minas. Até o momento não há suspeitos do crime.

Bom Despacho
Um homem, de 39 anos, foi assassinado na noite desta segunda-feira no bairro Bela Vista, em Bom Despacho. Segundo informações da Polícia Militar (PM), o corpo da vítima foi encontrado por moradores caído na Rua Abaeté. Ainda segundo a PM, ele foi atingido por pelo menos sete tiros. A vítima não tinha passagem pela polícia e nem envolvimento com o tráfico de drogas.
A esposa da vítima disse aos militares que o marido fazia uso de bebidas alcoólicas e que procurava confusões nos bares. Segundo ela, poucas horas antes, o marido foi até sua residência, pegou uma faca de cozinha e saiu de casa dizendo que havia pessoas lhe perseguindo.
O filho da vítima, de 11 anos, relatou que estava na porta de sua residência quando ouviu alguns estampidos de tiro, foi no meio da rua e viu o pai caído. O adolescente disse que saiu correndo e viu um indivíduo magro, moreno e de estatura mediana, evadindo do local e correu atrás dele, porém, o suspeito pegou uma bicicleta e fugiu.
Os militares receberam informações anônimas de que a vítima estava destratando dois jovens de 18 anos e um adolescente, de 16 anos, todos envolvidos com o tráfico de drogas dizendo que eles são noiados e que ficam ganhando dinheiro sujo.
Diante das informações, os policiais saíram em rastreamento e localizaram os suspeitos. Feito contato na Delegacia, o delegado de plantão autorizou a realização do exame residuográfico nos suspeitos e, após os trabalhos, estes foram liberados. Prossegue o rastreamento para busca de informações sobre outros possíveis suspeitos e autores.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.