terça-feira, 26 de Agosto de 2014 07:54h Atualizado em 26 de Agosto de 2014 às 08:06h.

Homem é preso após ferir policial com facada

Em outra ocorrência, um homem foi preso ao tentar atropelar policiais militares

Policiais militares de Divinópolis tiveram um final de semana bem tenso. Em duas ocorrências, uma no sábado e outra no domingo, indivíduos atentaram contra a vida de policiais.
Uma ocorrência que é bastante corriqueira quase terminou em tragédia neste domingo. Policiais militares foram chamados a uma casa no bairro Davanuze, onde a solicitante disse que constantemente ocorre perturbação do sossego, uma vez que são feitas festas utilizando aparelho de som ligados em alto volume alto até muito tarde.
Os militares entraram em contato com o proprietário da casa, de 34 anos, que, segundo os militares estava bastante alterado, mas concordou em diminuir o volume do som. Ao sair do local, militares perceberam que os integrantes da festa passaram a chutar o portão da solicitante e a ameaçá-la.
Os integrantes da festa, com o retorno da viatura, passaram a proferir palavras de baixo calão e posteriormente correram para o interior da residência. Foi solicitado apoio das guarnições e após a chegada dos militares, foi iniciada conversa, tendo os integrantes da festa aumentado o volume do som.
Ainda de acordo com a Polícia Militar (PM), um homem de 30 anos abriu o portão. Exaltado e nervoso, ele falava com agressividade, em seguida queria fechar o portão na cara dos militares, mas foi impedido. Neste momento o homem sacou uma faca, que trazia na cintura, e golpeou um sargento da PM, de 35 anos.
O militar se esquivou e a faca o atingiu de raspão no rosto. O agressor foi preso, sendo necessário o uso de técnicas de defesa para dominá-lo, bem como uso de bastão, uma vez que as pessoas da festa também passaram a jogar pratos nos militares, que durante a abordagem foram recebidos com socos e chutes.
Na ação, o agressor sofreu um ferimento na cabeça e uma mulher, de 35 anos, reclamava de dores no braço. Eles foram lavados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foram medicados e liberados. A faca de aproximadamente 15cm, utilizada para agredir o militar, foi apreendida. Além do homem e da mulher, o proprietário da casa também foi preso.

 

 

 

Tentativa de atropelamento
Durante patrulhamento pelo Córrego da Divisa, os policiais ouviram barulhos de disparos de arma de fogo e pouco depois se depararam com pessoas que relataram que o autor dos disparos havia fugido em um Fusca de cor azul.
De imediato foram repassadas informações e iniciado o rastreamento ao indivíduo, sendo que na rodovia AMG-345, que dá acesso ao município de Carmo do Cajuru, os militares se depararam com ele no fusca. Foi dada ordem de parada, mas o homem, de 26 anos, a desobedeceu e acelerou em direção aos militares, com intenção de atropelá-los.
Para tentar conter o motorista, os militares dispararam na direção dele, que continuou a fugir em direção à comunidade do Ferrador, onde foi montado novo cerco-bloqueio. Novamente o jovem jogou o veículo em direção a um militar, que também efetuou disparos para repelir o agressor.
Poucos metros à frente, o veículo do jovem sofreu uma pane e parou. Ele tentou fugir a pé, mas foi perseguido e preso pelos militares. Foi feita busca no interior do veículo, sendo localizada uma espingarda calibre 28, com numeração suprimida e com uma munição deflagrada. Foi dada voz de prisão e ao ser indagado sobre os disparos em direção à casa da vítima, o rapaz confirmou que tinha intenção de matar a vítima pelo motivo de ter sido agredido momentos antes naquele local por algumas pessoas.
Vítima e testemunhas dos disparos compareceram no local, reconheceram o homem e relataram não conhecê-lo, bem como não terem participado das agressões contra ele antes. O veículo foi removido ao pátio. O homem, após encaminhado para atendimento médico, foi conduzido à delegacia juntamente com arma de fogo apreendida.

 

 

 

 

Crédito: Divulgação PM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.