terça-feira, 28 de Janeiro de 2014 07:38h

Homem mata a mulher a facadas e golpes de marreta

Mulher de 39 anos foi morta na madrugada de sábado

Um crime brutal na cidade de Lagoa da Prata chocou até mesmo os policiais militares que atenderam a ocorrência. Uma mulher de 39 anos foi morta na madrugada de sábado (25), dentro da própria casa, depois de ser atingida várias vezes por golpes de marreta e facadas. O principal suspeito é o ex-marido da vítima, que acionou a PM por volta das 4h30, confessando a autoria do homicídio.
Jimar Calisto Pedro, de 43 anos, já responde a um processo por agressão e chegou a ser impedido pela Justiça de se aproximar da companheira. Rosinete Aparecida do Carmo Pedro era casada com Jimar, mas os dois não estavam morando juntos. O casal tem um longo histórico de brigas, o que fez com que a mulher fosse beneficiada recentemente com uma medida protetiva que impedia a aproximação do marido. Apesar disso, o homem relatou aos militares que visitava os filhos com frequência na casa da vítima.
Jimar contou à polícia que conversava com Rosinete quando tentou se aproximar e forçá-la a ter relações sexuais com ele. Como ela se negou, ele teria se irritado com a mulher e começou a agredi-la, ferindo-a com uma faca. Ao ver que ela ainda estava viva, ele a atingiu com uma marreta e depois jogou sobre ela uma máquina de costura, o que provocou traumatismo craniano. Depois do crime, Jimar ligou para uma das filhas e também para a Polícia Militar relatando o que havia feito.
Quando a PM chegou ao local, o suspeito havia fugido, mas ligou novamente para os militares informando que estava sobre a ponte de um rio, na estrada que liga Lagoa da Prata a Luz, e que pretendia se matar. Ele chegou a pular, mas foi resgatado pelos policiais, que o prenderam no local.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.