quarta-feira, 17 de Abril de 2013 06:12h Erik Ullysses

Homem morre esfaqueado no bairro Primavera e comparsas tentam matar o autor do crime

Autor do crime foi baleado na manhã de ontem (16) por dois irmãos que queriam acertar as contas pelo assassinato acontecido na segunda. Todos os três estão presos

Durante a noite de segunda-feira (15) foi registrado mais um homicídio em Divinópolis. O segundo em três dias. A onda de violência que assolou a cidade no final de semana se estendeu também ao início desta. Na rua das Hortênsias, n° 250, bairro Primavera, foi contabilizado o 11° homicídio de 2013. A vítima, Erivélton Moreira Silva, tinha apenas 20 anos.
Segundo a Polícia Militar, Erivelton Moreira Silva entrou em luta corporal com Francisco de Assis Tavares, conhecido como “Chiquinho”. Em dado momento, Francisco desferiu um golpe com um objeto cortante contra a vítima, e fugiu logo em seguida. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer. De acordo com os médicos, uma hemorragia provocou a morte da vítima. Erivélton possuía diversas passagens pela polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

 

Irmãos tentam matar autor do crime

 

Já na manhã de ontem (16) o autor do crime, Francisco Gonçalves, foi baleado por dois irmãos que buscavam se vingar do assassinato de Erivéton. Francisco foi socorrido e encaminhado para o Pronto Socorro, onde ficou sob escolta policial e os dois irmãos foram presos pela PM.
De acordo com o aspirante Wendel Teixeira, a Polícia Militar já tinha conhecimento do possível autor do assassinato de Erivélton e estava em rastreamento. Na manhã de ontem (16), a PM recebeu uma denúncia informando onde Francisco estava. Quando chegaram ao local encontraram o autor baleado. “Hoje pela manhã houve uma denúncia anônima de que ele estaria próximo a casa dele. A gente foi até o local e chegando lá ele tinha sido alvejado por disparos de arma de fogo. Ele estava consciente na hora que a gente chegou, foi levado para o Pronto Socorro e está sendo atendido” afirmou. Francisco estava com ferimentos na região do pescoço que foram provocados pelos tiros.
O aspirante Wendel contou ainda que “Chiquinho”, afirmou que havia sido baleado pelos irmãos Diego Pereira Martins, de 20 anos, e B.P.M., de 17. Francisco teria dito que o que motivou os irmãos a tentar matá-lo foi o fato de ele ter tirado a vida de Erivélton na segunda-feira (15), que era amigo dos irmãos. “O Francisco indicou dois autores. Ele falou que teria sido um indivíduo de nome “B” e o outro indivíduo de nome Diego, os dois irmãos. Segundo a vítima de ontem (16), que foi o autor de segunda-feira (15), teria sido acerto de contas por ele ter matado o colega deles na segunda” encerrou.
Diego Pereira Martins tem passagens pela Polícia por homicídio em 2012 e posse de moeda falsa. Seu irmão “B” tem passagens por uso de drogas e envolvimento com o homicídio juntamente com Diego, ocorrido em 2012. Francisco de Assis Tavares Gonçalves tem passagens por tráfico e uso de drogas, desobediência e agressão. Erivelton Moreira Silva tinha passagens por tráfico de drogas. Diego foi preso e o menor apreendido, sendo ambos encaminhados par a Delegacia da Polícia Civil, onde foram ouvidos pelo delegado de Crimes Contra a Vida.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.