segunda-feira, 24 de Agosto de 2015 14:02h Polícia Civil

Homem que matou estudante de Direito é indiciado por dois crimes

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), concluiu e encaminhou ao Ministério Público o inquérito policial que investigou a morte do estudante do curso de Direito Daniel Adolpho de Melo Viana, de 22 anos. Pedro Henrique Costa Lourenço, de 29 anos, foi indiciado pelo crime de homicídio, duplamente qualificado por motivo fútil e com perigo comum (por atirar no meio de multidão, impondo risco a outras pessoas); e pelo crime de tentativa de homicídio, qualificado pelo mesmo perigo comum e para assegurar a impunidade (porque tentou atirar em outra pessoa, para fugir, após ter sido contido por populares até a chegada da PM).

A vítima foi executada com um tiro no rosto, no dia 8 de agosto, em um bar localizado no bairro Dom Cabral, região Noroeste de Belo Horizonte. Levantamentos indicam que Daniel teria esbarrado, acidentalmente, em Pedro Henrique, que se irritou e atirou contra o jovem.  Logo após o crime, o suspeito foi contido por amigos da vítima, até a chegada da Polícia, e levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan), onde foi autuado flagrante delito. A arma utilizada no crime não foi localizada

Durante oitiva policial, realizada no dia 12 de agosto, no DHPP, o suspeito preferiu manter-se em silêncio, alegando que só se manifestaria em juízo. Pedro Henrique está preso no Presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.