quinta-feira, 31 de Março de 2016 14:11h

Homem suspeito de matar a amásia em Pará de Minas é preso com moto roubada

O suspeito matou a companheira com golpes de faca. O crime foi cometido na frente do filho da vítima, de 12 anos, na semana passada

Está preso na penitenciária Pio Canedo, em Pará de Minas, Jaime Alves Costa, de 32 anos. Ele é apontado como o suspeito de matar Rita de Cássia Evangelista da Silva, de 42 anos, a golpes de faca no último dia 22. Ele foi preso com uma motocicleta roubada e documentos falsos.
De acordo com o delegado de crimes contra o patrimônio, Éderson Gonçalves da Silva, o suspeito foi preso no Distrito de Torneiros conduzindo uma motocicleta, que possui queixa de roubo. Ao ser levado para a Delegacia, Jaime apresentou uma identidade falsa. “O suspeito disse que não havia furtado a motocicleta e que havia pegado emprestada com outra pessoa, mas não soube identificar quem era esta pessoa. Disse ainda que não estava se escondendo, só não queria se identificar para as pessoas”.

 

 


Ainda de acordo com Éderson, o suspeito disse que cometeu o crime por ciúmes, porque suspeitava que a companheira estivesse o traindo. “Ele foi preso por receptação, já que foi pego com um veículo furtado. Quando chegou à delegacia, ele nos apresentou uma identidade falsa. Quando fomos jogar os dados dele no sistema, vimos que tinha algo errado. Conseguimos fazer a identificação correta dele e vimos que ele era o principal suspeito do feminicídio e ele acabou confessando o crime”, revela o delegado.
Jaime foi levado para a penitenciária Pio Canedo, onde deverá aguardar julgamento. Quando matou a companheira, o suspeito estava cumprindo prisão domiciliar desde outubro de 2015. Ele tem passagens por furto, roubo, receptação, lesão corporal e disparo de arma de fogo.

 

 

 

O crime
De acordo com testemunhas, Rita de Cássia Evangelista da Silva chegava em casa, na Rua Vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende, no bairro Prefeito Walter Martins, com o filho de 12 anos, quando pediu ajuda a vizinhos, porque temia que o suspeito a agredisse.
Um vizinho, de 50 anos, chegou a entrar em luta corporal com o suspeito, que estava armado com uma faca. Logo em seguida, entrou em casa para tentar se proteger. O homem correu e conseguiu alcançar a vítima e desferiu cerca de sete golpes de faca, na frente do filho dela, que estava próximo ao local do crime.
Outros vizinhos, que escutaram os gritos, saíram na rua e encontraram a vítima já ferida. Eles acionaram a Polícia Militar e o resgate do Corpo de Bombeiros, que socorreu Rita até o Hospital Nossa Senhora da Conceição. Atendida pelos médicos, foi constatado que Rita deu entrada à unidade de saúde já sem vida.

 

 


Créditos: Divulgação PM

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.