quinta-feira, 6 de Junho de 2013 11:21h Luiz Felipe Enes

Incêndio criminoso é registrado no Bairro Vila das Roseiras

Na tarde de ontem, por volta das 13h30, um incêndio criminoso ocorreu no Bairro Vila das Roseiras. O suspeito de realizar o crime seria o ex-namorado da mãe da vítima. Moradores viram, por volta das 13h, o princípio de um incêndio na casa situada na Rua L

Na tarde de ontem, por volta das 13h30, um incêndio criminoso ocorreu no Bairro Vila das Roseiras. O suspeito de realizar o crime seria o ex-namorado da mãe da vítima.

Moradores viram, por volta das 13h, o princípio de um incêndio na casa situada na Rua Lisboa, no bairro Vila das Roseiras. A casa pertence a uma mulher de 25 anos, onde reside com sua filha.


A moradora da casa não se encontrava no local no momento do incêndio. A mulher trabalha em uma loja de celulares no centro da cidade e só ficou sabendo do fato à tarde.


Vizinhos ao verem a casa sendo consumida pelas chamas logo, por meio de baldes e mangueiras, apagaram o fogo.


Os bombeiros chegaram ao local, tratando de eliminar outros possíveis focos. Nada pode ser feito, somente foram reaproveitados alguns móveis. Roupas e outros utensílios domésticos foram perdidos com as chamas.
Também foram acionados a Polícia Militar, para efetuar o Boletim de Ocorrência e a Defesa Civil para analisar as condições da casa e possivelmente interditá-la, pois devido ao fogo, rachaduras se espalharam pela casa e parte do telhado desabou.

Conforme relatado por moradores, o mesmo homem suspeito de incendiar a casa ontem, teria já ateado fogo em um dos quartos na terça-feira (4). O principal motivo seria uma vingança.

Insegura e com medo, a moradora da casa chegou ao local decepcionada e não quis dar entrevistas. A PM chegou ao local aproximadamente 30 minutos após serem acionados pelo Corpo de Bombeiros. Foi feito o boletim de ocorrência, onde a vítima esclareceu ser vítima de uma perseguição.

Os moradores do bairro, diante do acontecido levantam uma discussão: A falta de segurança no bairro. Residentes da região comentam que a ausência de policiamento no local induz crime. “Não é a primeira vez que isso acontece, a moradora dessa casa está sendo perseguida”, comenta a vizinha que não quis se identificar.

Até o fechamento desta edição o suspeito não havia sido localizado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.