terça-feira, 9 de Setembro de 2014 05:50h Atualizado em 9 de Setembro de 2014 às 05:56h.

Incêndio destrói galpão de recicláveis

A suspeita é de que o incêndio pode ter sido criminoso já que na parede do local havia uma pichação com os dizeres “vai sair ou vou ter que queimar?!”

As Polícias Civil, Militar e de Meio Ambiente de Santo Antônio do Monte apuram se o incêndio, que destruiu o galpão da sede da Associação de Catadores de Materiais recicláveis de Santo Antônio do Monte (Ascasam), neste sábado, foi criminoso.
O incêndio começou na noite de sábado e só foi controlado na manhã seguinte por três caminhões pipa da prefeitura e da Copasa. O trabalho durou cerca de 12 horas e foram gastos mais de 10 mil litros de água para conter as chamas.
No momento do incêndio, de acordo com a Polícia Militar, não havia ninguém na sede da Ascasam, mas o prejuízo material é estimado em cerca de R$ 150 mil. Todo o material reciclável e as máquinas que os associados utilizavam para trabalhar foram perdidos. Além disso, o teto ficou destruído.
A Polícia Civil e a Secretaria de Meio Ambiente suspeitam que o incêndio foi criminoso, pois em uma parede tinha pichações com os dizeres “vai sair ou vou ter que queimar?!”
Foi instaurado um inquérito para analisar as causas do incêndio. De acordo com a Defesa Civil, foi feita uma vistoria no imóvel e ficou constatado que o galpão teve danos estruturais, porém será aguardado o laudo pericial para fazer uma análise final no imóvel.

 

 


Crédito: Patrícia Borges

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.