quarta-feira, 27 de Junho de 2012 12:57h Atualizado em 27 de Junho de 2012 às 13:04h. Camila Caetano

Incêndio em fábrica de Divinópolis causa prejuízo de 2,5 milhões

Segundo informações do Corpo de Bombeiros o incêndio foi provocado por um curto circuito, e o galpão estava cheio de caixas com materiais de plástico. Não houve nenhuma vítima

Por volta das 05:40h dessa terça-feira, 26 de junho, um vigilante acionou o Corpo de Bombeiros para controlar o incêndio que aconteceu na fábrica de fechaduras e interfones, AGL, no Bairro Morada Nova, no antigo clube da Telemig. No mesmo instante o 10º Batalhão de Bombeiros Militar encaminhou o apoio de três equipes mais uma viatura da Polícia Militar, porém o fogo se alastrou rapidamente, o que ocasionou na total destruição do galpão, com cerca de 2.500 metros quadrados, mais o maquinário e uma empilhadeira.

 


Para tentar conter as chamas foi solicitado o apoio de mais alguns caminhões pipas da região, totalizando quatro, e a ação durou por volta de cinco horas. Segundo informações do Corpo de Bombeiros o incêndio foi provocado por um curto circuito, e o galpão estava cheio de caixas com materiais de plástico. Não houve nenhuma vítima, já que a fábrica ainda estava fechada, sem a presença de funcionários.

 


O proprietário da empresa não foi localizado no momento, mas o seu filho e diretor da fábrica, Pedro Henrique Constantino afirmou que o prejuízo será por volta de R$ 2,5 milhões, mas já entraria em contato com a Seguradora. Além disso, o novo galpão da AGL construído ao lado do que foi incendiado já está finalizado e não teve nenhum dando. Segundo Pedro Henrique o mesmo foi edificado porque o antigo já estava precário.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.