quarta-feira, 11 de Julho de 2012 17:07h Camila Caetano

Iniciada nacionalmente a Campanha Lei de Drogas: É Preciso Mudar

A campanha de cunho nacional Lei de Drogas: É Preciso Mudar acaba de ser lançada nessa semana, tendo o apoio de várias organizações, como Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia (CBDD), ONG Viva Rio, Associação Nacional dos Defensores Públicos, Secretaria Estadual de Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz.

 

Assim, o objetivo é provocar a adoção de uma legislação mais eficaz, de acordo com o diretor da Viva Rio, Rubem César Fernandes, apesar dos policiais executarem o seu trabalho, realizando as prisões de envolvidos no tráfico de drogas, não é possível perceber avanços nas políticas implementadas.

 


Estima-se que a campanha dure um ano, e a primeira etapa consiste em mostrar de fato quais injustiças acontecem em relação à atuação das atuais leis, apresentando todas as suas consequências, com o intuito de combater o consumo de drogas.

 

Já na segunda fase os órgãos envolvidos encaminharão diversas propostas para várias entidades que tenham algum envolvimento com esse tema, a fim de realizar discussões sobre as soluções cabíveis.

 


A expectativa é conseguir pelo menos 1 milhão de assinaturas para então executar a terceira atividade, que é apresentar um projeto ao Congresso Nacional que visa a mudança da Lei de Drogas, que segundo os organizadores, possui várias falhas, como não diferenciar de forma clara o traficante do usuário. O projeto também irá propor que as questões sobre drogas não sejam tratadas pela Segurança Pública, mas fiquem a cargo da Assistência Social.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.