sexta-feira, 10 de Junho de 2016 16:08h Polícia Civil de Minas Gerais

Investigação de homicídio termina com prisões e apreensão em Contagem

Durante diligência policial para investigação de crime de homicídio, a Polícia Civil encontrou, na tarde dessa quarta-feira (8), uma casa no bairro Funcionários, em Contagem, utilizada como depósito e local para dolagem de drogas

No decorrer da ação policial, duas pessoas foram presas em flagrante. Nian Carlos Gomes de Carvalho e Bruno Washington Pereira Lima, ambos de 20 anos, irão responder pelo crime de associação para o tráfico.

Também foram apreendidos 230 pedras de crack, 279 buchas de maconha, um pacote de substância esfarelada análoga a crack, 14 projeteis de calibre diferentes, cinco pinos de cocaína, material utilizado para dolagem de drogas, balança de precisão, fios de cobre, notebooks, celulares, equipamentos eletrônicos e documentos. No local, a polícia ainda encontrou uma carga de doces, possivelmente fruto de roubo. A origem do material está sendo investigada.

 

 

Conforme explicou a delegada Fabiola Oliveira, as investigações tiveram início a partir do homicídio de Endrex Silva Barbosa, de 27 anos. Ele foi assassinado ontem, por volta das 11 horas, em uma rua do bairro Quintas Coloniais, em Contagem.

O homicídio foi registrado por câmeras de segurança. As imagens mostram um carro se aproximando e, quando Endrex desce do veículo, inicia uma série de disparos de arma de fogo contra a vítima, inclusive na direção do rosto. A Polícia Civil ainda investiga a motivação para o crime.

 

 

A casa onde houve a apreensão nesta quarta-feira pertence a Charles Henrique Brandão Gonzaga, de 25 anos, suspeito de ser o executor de Endrex. O imóvel fica a cerca de 100 metros de um ponto de venda de drogas comandado por Bruno. O carro utilizado no homicídio, também empregado na atividade do tráfico de drogas, estava em nome de Nian, que não conseguiu comprovar meios para aquisição do veículo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.