terça-feira, 25 de Outubro de 2011 12:29h Paulo Reis

Irregularidades no Detran de Itaúna permanecem sob investigações

As investigações acerca das irregularidades no Departamento de Trânsito (Detran) da cidade de Itaúna permanecem sob acompanhamento da Polícia Civil. Mais de 300 pessoas serão chamadas a depor, a maioria indivíduos que possam ter se beneficiado com emplacamento ilegal na cidade. Uma das consequências das investigações é a alteração nos serviços prestados pela Delegacia de Trânsito de Itaúna.


Atualmente a Delegacia de Trânsito e Acidentes de Veículos está sob a responsabilidade do delegado Marco Antônio Noronha. Apenas um policial desenvolve o serviço, que atende mais de 60 motoristas por dia.


Um policial suspeito de contribuir para as irregularidades cumpriu prisão temporária, mas já está solto e aguarda o fim do inquérito em liberdade. Porém, ele está afastado da Polícia Civil por tempo indeterminado.


As suspeitas começaram após a descoberta de que existiam cerca de mil veículos registrados em apenas dois endereços da cidade de Itaúna. De uma maneira geral, as transferências feitas no último ano na cidade serão todas investigadas.


As investigações são realizadas pela Polícia Civil de Divinópolis. Segundo a delegada regional, Aparecida Quadros, outro fator que levantou as suspeitas foi com relação à existência ao registro de veículos em endereços de pessoas físicas, sendo estas jurídicas.


A dificuldade agora reside em descobrir se há outros funcionários públicos neste esquema e quem se beneficiou. Trezentas pessoas, inclusive de outras localidades, serão convocadas a depor. Dentre estas, alguns despachantes. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.