sexta-feira, 23 de Março de 2012 17:29h Atualizado em 24 de Março de 2012 às 09:32h. Paulo Reis

Jovem é assassinado em sítio no Xavante

Um rapaz de 19 anos foi assassinado durante uma festa em um sítio na madrugada da última sexta-feira. No local estavam mais de 50 pessoas que se aterrorizaram quando um dos participantes sacou uma arma e atirou contra a vítima de 19 anos

Um jovem de 19 anos, servente de pedreiro e morador do bairro Afonso Pena foi brutalmente assassinado na madrugada da última sexta-feira (22), por volta das 2h num sítio na comunidade conhecida por Xavante que tem a entrada próximo ao Anel Rodoviário Presidente Tancredo Neves.
O sítio foi alugado às 19h da quinta-feira passada (22), quando um homem ligou ao proprietário dizendo que precisava do imóvel para uma festa já que o local em que ele faria não poderia ser mais utilizado. Pelo sítio foi cobrado R$ 450,00 de aluguel
Segunda uma testemunha que estava no sítio a festa começou após 22h30, as pessoas foram chegando aos poucos e no ponto alto estavam na propriedade mais de 50 pessoas. O evento já vem sendo realizado frequentemente pelo mesmo grupo de amigos.
Ainda de acordo com esta testemunha de 19 anos, as bebidas eram levadas pelos convidados.
A festa corria tranquilamente quando por volta das 2h a vítima estava conversando com um rapaz e na frente de todos os presentes o suspeito sacou uma arma e disparou contra ele cerca de 4 a 5 tiros. As pessoas que estavam no local ficaram aterrorizadas com toda aquela situação.
A testemunha que conversou com nossa reportagem disse que no momento do crime estava no banheiro e como não conhecia sons de disparos de arma de fogo achou que alguém estivesse batendo na porta.
Ao sair do banheiro ela já avistou a vítima caída ao ,enquanto algumas pessoas inclusive o rapaz que conversava com ele no momento do ataque, tentava mantê-lo calmo e consciente.
No momento do crime as pessoas se espalharam pelo sítio em busca de defesa. Toda a varanda da casa ficou marcada pelos rastros de sangue do atingido. Após o crime o suspeito fugiu do local.
Diante do que foi apurado e periciado no local o delegado Renato Alves disse que a festa ocorria normalmente quando um homem chegou em uma moto e atirou contra a vítima R.M.J. de 19 anos que no momento segurava uma garrafa de vodka que se quebrou quando este caiu no chão ao ser atingido pelos disparos, porém a testemunha que falou com a reportagem da Gazeta afirmou que o suspeito já estava na festa e inclusive estava se divertindo e não apresentava nenhuma pista do que ia fazer.
Os disparos que atingiram R.M.J. estilhaçaram e acertaram outras pessoas da festa que foram conduzidas ao Pronto Socorro Regional e mais tarde foram ouvidas na Delegacia Civil.
Após o crime alguns participantes acionaram os Bombeiros, entretanto como eles demoraram a chegar dois homens carregaram a vítima até um carro e vieram em busca de socorro na cidade.
Ao chegarem ao Anel Rodoviário próximo ao Posto Xavante estes foram surpreendidos por uma viatura Policial que os pararam e perceberam, após questionamentos, que o veículo estava sendo dirigido por um menor. No carro estavam cinco jovens, dois homens e duas mulheres atingidos pelos estilhaços dos disparos sendo dois destes menores de idade, mais a vítima de 19 anos.
Dois indivíduos, “E”, de 17 anos e K.M.S., de 18 que também participavam do evento foram abordados pela PM. Eles apresentavam marcas de sangue, e durante conversa entraram em contradição sobre o crime, sendo conduzidos a 21ª Delegacia de Polícia Civil. Dois veículos, um Fiat e uma motocicleta, foram apreendidos e levados para um pátio credenciado pelo Detran.
A vítima possui passagens policiais por tráfico de drogas, porte ilegal de armas e é suspeito de um homicídio. A Polícia Civil trabalhou durante todo dia de ontem (23) no encalce do suspeito que até o fechamento desta edição não havia sido encontrado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.