quarta-feira, 9 de Setembro de 2015 11:03h Atualizado em 9 de Setembro de 2015 às 11:05h.

Jovem pode ter sido morto no lugar do irmão em Divinópolis

Familiares decidiram não realizar velório, com medo que os assassinos fossem ao local para executar o irmão da vítima

Um jovem, de 25 anos, foi morto a tiros no bairro Manoel Valinhas, em Divinópolis, na tarde de sábado. O alvo dos disparos pode ser o irmão da vítima, que minutos antes do crime, estava no local e está sendo ameaçado de morte. Outro jovem, de 20 anos, também foi baleado, mas não corre o risco de morrer.
O crime ocorreu na Rua das Oliveiras. De acordo com a Polícia Militar, testemunhas contaram que Delson Leonardo Fagundes de Oliveira, de 25 anos, estava sentado na calçada, fazendo uso de bebidas, na companhia do irmão dele, de apelido Charlinho, de Guilherme Guimarães Amaral, de 20 anos, e mais um amigo.
Charlinho deixou o local e, logo em seguida, dois indivíduos em uma motocicleta chegaram e perguntaram a Delson se ele era irmão de Charlinho. Assim que confirmou, a dupla começou a atirar. Delson foi baleado na cabeça, tórax e perna. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Guilherme foi atingido na perna e sofreu fratura. Ele está internado e não corre risco de morrer. A outra pessoa que estava com eles conseguiu correr e não foi atingida.
De acordo com a Polícia Militar, o irmão de Delson, identificado apenas como Charlinho, contou que está sendo ameaçado de morte e já foi vítima de tentativa de homicídio em dezembro do ano passado.
A família da vítima optou por não realizar velório, com medo de que os atiradores fossem ao local para executar Charlinho. Nenhum suspeito foi identificado. A vítima não possuía passagens pela Polícia.

Tentativa de homicídio
Já no domingo, um jovem, de 20 anos, foi baleado em um ponto de ônibus na Avenida JK, no bairro Santa Clara. De acordo com a vítima, Willian Dias da Silva, de 18 anos, que a questionou “porque estaria mexendo com sua namorada” e atirou, acertando a perna da vítima.
O suspeito, que estava com a namorada, Carina Gonçalves de Oliveira, 18 anos, fugiu e a vítima foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e não corre risco de morrer. Em rastreamento, os militares abordaram o suspeito, a namorada dele e mais um casal, Rodrigo Candido da Silva, de 24 anos, e Mariele Dias da Silva, de 19 anos. Testemunhas reconheceram Willian como o autor do disparo e os demais o ajudaram na fuga. A arma não foi localizada.

 

Créditos: Divulgação Whats App

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.