quinta-feira, 19 de Julho de 2012 10:59h Gazeta do Oeste

Justiça legitima paternidade de filho do goleiro Bruno

Para defensor do atleta, Francisco Simim, o desejo de Bruno foi cumprido. “Essa era desde o início a vontade de Bruno. Agora, não iremos precisar abrir um processo para reconhecimento de paternidade”, disse.

 A Justiça do Rio de Janeiro ordenou o reconhecimento de paternidade do filho de Eliza Samudio pelo goleiro Bruno Fernandes. O juiz da Vara de Família do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) determinou que o Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais, em Belenzinho, no estado de São Paulo – onde o filho de Eliza Samudio foi registrado – cumpra a determinação.

 

Na sentença publicada no último dia 12 de julho, o goleiro é considerado legalmente pai da criança, resguardando todos os direitos do menino assim como o registro. Na decisão, o nome do jogador deverá constar na certidão de nascimento, passando a chamar Brumo Samudio de Souza. O TJRJ não comentou a determinação já que o caso corre em segredo de Justiça.

 

Para defensor do atleta, Francisco Simim, o desejo de Bruno foi cumprido. “Essa era desde o início a vontade de Bruno. Agora, não iremos precisar abrir um processo para reconhecimento de paternidade”, disse.

 

Apesar legitimidade da paternidade, ainda segue na Justiça o processo para pensão alimentícia.

 

Filho

 

Com dois anos, o filho de Eliza Samudio vive com a avó materna, Sônia Moura em Mato Grosso do Sul. O menino ainda passa por acompanhado com psicólogos. Para a mãe de Eliza, a notícia legitima o que a filha já afirmava. “Já esperava que isso acontecesse. Bruninho é um menino lindo e muito inteligente. Agora ele pergunta muito sobre a mãe”, disse.

 

Sônia disse esperar pela revelação do corpo de Eliza Samudio e o julgamento do caso.

 

 

 

 

 

O TEMPO

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.