sexta-feira, 14 de Outubro de 2016 09:31h Atualizado em 14 de Outubro de 2016 às 09:36h. Diego Henrique

Lei Seca: multa ficará mais cara para quem for pego alcoolizado ao volante

O motorista que for flagrado durante a Operação Lei Seca dirigindo alcoolizado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro irá pagar multa com valor muito superior ao cobrado atualmente

As mudanças na legislação de trânsito passam a valer no dia 1º de novembro e o valor passará de R$ 1.915 para R$ 2,934.70 e o motorista ainda terá a carteira de habilitação suspensa pelo prazo de 12 meses.
A multa para quem fala ao celular enquanto dirige também sofreu alteração, subindo de R$ 85,13 para R$ 191,54, passando de infração média para gravíssima. De acordo com o delegado de trânsito de Divinópolis, Marcelo Nunes, a mudança na legislação tem a intenção de afetar o bolso do motorista, para que haja consciência no trânsito.
“O legislador está visando à redução de acidentes com vítimas fatais e com lesão corporal grave, porque isso gera um prejuízo muito grande para o estado com indenizações. A pessoa fica parada, o INSS tem que cobrir e, infelizmente, o Brasil tem uma taxa altíssima”, disse o delegado.
Ainda de acordo com o delegado, em Divinópolis, o número de acidentes é grande e, com a nova legislação, o número tende a cair cada vez mais.
“Temos números altíssimos de acidentes na cidade. As rodovias MG-050 e a 494, por exemplo, cortam Divinópolis e, além das rodovias, temos muitos acidentes com motocicletas e acredito que isso possa inibir quem anda errado, abusando do uso de álcool e conduzindo seu veículo. Não precisava chegar a tanto, mas se não mexer no bolso, infelizmente, o brasileiro continua transgredindo a lei”, explicou Marcelo Nunes.

 

PONTOS
O motorista que completar 20 pontos na carteira no período de um ano tem o direito de dirigir suspenso e deverá passar por um curso de reciclagem. O condutor só poderá voltar a dirigir um ano depois e, de acordo com o delegado, a notificação muita das vezes não chega ao motorista por problemas na entrega, como extravio, por exemplo. Marcelo orienta aos condutores a acompanharem a pontuação através do site do Detran.
“É importante o motorista acompanhar o site do Detran para saber sobre a pontuação. A lei não fala que a notificação deve ser feita pessoalmente. Acontece de a notificação não chegar devido a problemas de entrega e não adianta alegar que não foi notificado. É interessante entrar no site e conferir, para que possa estar de acordo com a lei”, finalizou o delegado.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.