quarta-feira, 25 de Maio de 2011 10:14h Marciel Muniz

Mãe prostitui filha para quitar dívidas com traficante de drogas

A menor adolescente foi encaminhada ao Conselho Tutelar em estado de choque

Militares do projeto Patrulha Escolar receberam na tarde de ontem uma denúncia vinda de uma adolescente de 14 anos que alegou estar sendo prostituída pela mãe. Diante da situação os militares se deslocaram até a residência da menor onde se depararam com um ambiente em estado de precariedade.

 

 

A adolescente procurou uma militar feminina para poder expressar a situação pela qual estava passando. De acordo com informações da Polícia Militar a mãe da adolescente estaria “vendendo” sua filha para um traficante para poder quitar dividas do vício em drogas.

 

De acordo com informações da delegada Gorete responsável pela Delegacia da Mulher em Divinópolis, a adolescente chegou traumatizada e em estado de choque. Será feito um exame de corpo de delito na vítima para serem averiguadas as condições das agressões sofridas pela adolescente.

 

 

Dra. Gorete ressaltou que este é um caso muito delicado e deve ser apurado à fundo para que os responsáveis sejam punidos com rigor. “A pessoa que comete este tipo de delito pode pegar de 3 a 8 anos de prisão segundo artigo penal 228 parágrafo 1°, será aberto um inquérito para que as partes envolvidas possam ser punidas devidamente” destacou.

 

O Conselho Tutelar do Município foi notificado sobre o ocorrido e entrou com um pedido para que a criança fosse encaminhada para um abrigo na cidade. Segundo informações do Boletim de Ocorrência do caso nenhuma vaga foi encontrada nos abrigos, neste caso os familiares da vítima foram contatados e não quiseram aceitar a adolescente, que aguarda por uma família substituta.

 

 

Até o fechamento da edição a mãe da adolescente não tinha se apresentado à Delegacia de Polícia, as informações como nome e endereço da escola onde a menor estuda não foram divulgadas em respeito a imagem da mesma.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.