sexta-feira, 4 de Abril de 2014 04:51h Atualizado em 4 de Abril de 2014 às 06:11h. Carina Lelles

Médico é preso suspeito de tentar matar a ex-mulher

Um médico, de 54 anos, está preso preventivamente após tentar matar a ex-mulher, de 45 anos, na noite de sexta-feira (28/03).

Ele foi detido na manhã de segunda-feira (31/03) enquanto trabalhava em uma unidade de saúde no bairro Padre Libério em Divinópolis.
De acordo com o delegado de homicídios, José Luiz (Foto) , a vítima prestou queixa ainda na sexta-feira. Em depoimento, ela relatou que estava indo com o namorado, a pé, a uma padaria no Centro da cidade. Durante o trajeto, o suspeito passou várias vezes de carro pelo casal. “Quando eles estavam voltando para a casa ele parou, proferiu palavras ameaçadoras e efetuou os disparos”, conta o delegado.
Ainda segundo o delegado os disparos foram efetuados na rua São Paulo, no Centro e chegaram a atingir o vidro da janela de um prédio. “O carro dele foi reconhecido, a pessoa dele também foi reconhecida, felizmente os tiros não a atingiram”, ressalta José Luiz.
Crime passional
Quem atendeu a ocorrência foi a delegada, Angelita, plantonista daquela noite. Ela solicitou medida protetiva da vítima, que foi concedida pelo juiz. “Na segunda-feira de manhã, conseguimos localizar o autor e o prendemos, cumprindo o mandato de prisão com todas as suas garantias asseguradas. Ele foi conduzido acompanhado de um advogado. Paralelo a isso já solicitamos ao juiz um mandado de busca e apreensão na residência do autor. Foi encontrada uma arma e uma quantidade considerável de munição. Estamos averiguando se a arma possui registro e se ele tem posse e porte de arma. A arma será periciada para saber se foi a mesma utilizada no crime”, explica o delegado.
De acordo com o delegado, o crime foi passional, já que o médico não aceita o fim do relacionamento ocorrido há mais de dez anos. “Eles já estão separados há muitos anos. Inclusive, ela já tem um relacionamento estável com outro homem e o agressor não aceitava o fim do relacionamento e o recomeço da vida sentimental dela”, ressalta José Luiz.
Segundo ele, ainda falta ouvir algumas testemunhas, mas o inquérito deve ser concluído nos próximos dias e encaminhado ao juiz que definirá o destino do suspeito.

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.