terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013 05:42h Erik Ullysses

Menor é estuprada no bairro Padre Eustáquio durante a madrugada

Uma adolescente de 17 anos foi estuprada durante a madrugada de segunda-feira na Rua Buenos Aires, bairro Padre Eustáquio. Segundo a Polícia Militar, a vítima relatou que um indivíduo armado com uma faca entrou em sua casa, se dirigiu até o seu quarto e a estuprou. Logo em seguida o homem fugiu. Outras informações dão conta de que o homem teria sotaque baiano, seria alto e gordo. Recentemente, no início do mês de fevereiro, uma mulher também foi estuprada no mesmo bairro e por um indivíduo com a mesma descrição física.
A vítima foi encaminhada para o Pronto Socorro Regional. No local ela recebeu atendimento médico e passou por exames que confirmaram o estupro. A Polícia Militar segue fazendo o rastreamento do suspeito.
O comandante do 23° BPM, tenente coronel Julio Teodoro, afirmou que os dois casos acendem um alerta sobre o que ocorre na região. Segundo ele, neste momento é importante o trabalho do setor de inteligência da Polícia e o trabalho conjunto com a Polícia Civil para definir se os dois crimes estão realmente relacionados. “Realmente faz acender uma luz vermelha para estudar esses dois crimes, para fazer um trabalho mais de inteligência, de envolvimento até da Polícia Civil, com investigação, para ver se os crimes têm uma correlação. Já foi levantada essa situação, o serviço de inteligência já está trabalhando nisso” garantiu.
Ele ressaltou ainda a importância da boa relação entre a Polícia Militar e a população de Divinópolis, em especial à região dos crimes, para que os fatos sejam solucionados e o autor, ou autores, passa ser preso. “É preciso também que nós coloquemos o nosso discurso em prática. O discurso de Polícia Comunitária, de envolvimento da comunidade e de participação da comunidade. Neste momento é importante que a Polícia Militar conte com o apoio da população, especialmente daquelas pessoas da região onde ocorrem os dois crimes, para que possam nos ser passadas informações pontuais, através dos telefones 190 e 181” afirmou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.