terça-feira, 29 de Maio de 2012 09:33h Vinicius Soares

Motorista colide com moto e tenta fugir do local

Novamente, um acidente entre uma moto e um carro paralisou o trânsito e chamou atenção dos moradores locais. Desta vez, no bairro Porto Velho, na Rua Goiás com Rua Rio Branco.

 

O acidente foi por volta das 8h30, da manhã de ontem, (28), entre uma moto Dafra Speed 150cc, da cor vermelha e um Corolla XLS, da cor preta, no momento da batida os dois veículos desciam pela via principal, sentido Bairro-Centro, quando houve o choque. A perícia técnica não soube avaliar quem seria o causador da batida, no entanto, o que se sabe é que a colisão foi lateral.

 

No acidente, a condutora da moto, S.D.S, de 38 anos, caiu de costas no asfalto, com uma forte pancada na região lombar.
Segundo testemunhas, o condutor, F.L.N, de 44 anos, continuou a trajetória, e por isso, alguns moradores testemunhas do acidente, o seguiram e teriam o abordado antes mesmo que ele cruzasse a Avenida Getúlio Vargas, três quarteirões após o ponto da ocorrência.

 

O motorista regressou ao local e viu a aglomeração de pessoas no local do choque entre os veículos. O espaço foi interditado por duas viaturas da Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans). A motocicleta ficou levemente arranhada, tendo os dois retrovisores quebrados e as rodas levemente empenadas. Já o carro, teve um arranhão de 40cm na altura da porta direita. A marca seria oriunda da manete esquerda da moto.

 

Cerca de 20 minutos depois do ocorrido, a viatura do Corpo de Bombeiros chegou à via para atender a vítima. A mulher estava consciente, porém sentia fortes dores na bacia e não conseguia mover os pés. Ela foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Centro. Ela passou por uma cirurgia nas costas,  e está sob observação médica. A equipe plantonista do (UPA) informou que ela está sob observação clínica e deve ter alta ainda hoje.

 

A Polícia Militar também esteve na ocorrência para apurar o motivo do fato. O marido da vítima e o motorista do Corolla prestaram depoimentos perante os militares e o Boletim de Ocorrência foi registrado.

 

Durante o atendimento a ocorrência, o filho da vítima estava exaltado e indignado, fazendo várias ameaças a F.L.N. Entretanto, os policiais conseguiram conter os ânimos do homem. O motorista não quis gravar entrevistas, tendo alegado que estava nervoso e ser inocente.

Um inquérito para avaliar a decorrência da colisão foi aberto e ambos os envolvidos aguardam pela decisão judicial.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.